Um provável campo magnético foi encontrado ao redor do exoplaneta YZ Ceti. Localizado a apenas 12 anos-luz de nós, o tamanho parecido com a Terra e a possível presença de atmosfera pode fazer esse mundo ter condições de abrigar vida.

Claro, ainda é cedo para tirar conclusões, e outros planetas do tipo já foram encontrados e descartados após uma análise mais profunda das condições, mas o campo magnético em um local desse tipo é um achado e tanto.

publicidade

Por que é importante? O campo magnético é uma das características importantes para a existência de atmosfera, que é fundamental para a vida. Basicamente, o campo protege a atmosfera dos raios solares. 

As ondas de rádio da estrela YZ Ceti e o planeta YZ Ceti b foram observadas pelos telescópios Karl G. Jansky Very Large Array, no Novo México, Estados Unidos.

publicidade

Leia mais:

Os pesquisadores acreditam que o sinal tenha sido criado por conta da interação entre o campo magnético do planeta e sua estrela mãe.

publicidade

“Vimos a explosão inicial e ela parecia linda”, disse o principal autor do estudo, Sebastian Pineda, astrofísico pesquisador da Universidade do Colorado em Boulder, em um comunicado. “Se um planeta sobrevive com uma atmosfera ou não, pode depender se o planeta tem um forte campo magnético ou não”, completou ainda.

  • Em pesquisas anteriores, esse tipo de campo foi identificado em planetas semelhantes à Júpiter;
  • Mas em planetas do tamanho da Terra, com mais potencial de existir vida, isso é raro.

Características do planeta

  • O planeta YZ Ceti b tem um tamanho parecido com o da Terra, mas leva apenas um dia para completar uma volta inteira ao redor de sua estrela;
  • Esses dados fazem com que esse seja o exoplaneta rochoso com mais chances de possuir campo magnético.

A busca por mundos potencialmente habitáveis ou com vida em outros sistemas solares depende em parte da capacidade de determinar se exoplanetas rochosos semelhantes à Terra realmente têm campos magnéticos

Joe Pesce, diretor de programa do National Radio Astronomy Observatory