A Apple anunciou que construirá todas as suas baterias com 100% de cobalto reciclado até 2025. Outra meta é usar elementos de terras raras totalmente reciclados para montar ímãs, usados nos iPhones para carregamento sem fio, por exemplo.

  • Essa é mais uma medida da Apple que pretende que seus produtos sejam neutros de carbono até 2030;
  • Até 2025, a empresa prometeu usar 100% de revestimento de outro reciclado para construir as placas de circuito impresso de seus dispositivos — incluindo a placa de lógica principal e placas flexíveis;
  • A solda de estanho reciclada será usada em todas as placas de circuito impresso rígidas e flexíveis.

Nos últimos anos, a Apple vem aumentando a quantidade de cobalto reciclado em suas baterias. Em 2022, foram usados cerca de 25% do cobalto reciclado, no ano anterior foram 13%.

publicidade

Leia mais:

Todos os dias, a Apple está inovando para criar tecnologia que enriquece a vida das pessoas, ao mesmo tempo em que protege o planeta que todos compartilhamos. Dos materiais reciclados em nossos produtos à energia limpa que impulsiona nossas operações, nosso trabalho ambiental é parte integrante de tudo o que fazemos e de quem somos. Portanto, continuaremos avançando na crença de que uma ótima tecnologia deve ser ótima para nossos usuários e para o meio ambiente.

Tim Cook, CEO da Apple.

Como a Apple recicla baterias?

Em comunicado, a empresa informou que seus engenheiros estão buscando forças inovadoras para dar uma “nova vida” aos materiais de seus produtos. Para isso, a Apple fechou parcerias com instituições de pesquisa e o Laboratório de Recuperação de Materiais em Austin. 

publicidade

 Os engenheiros e especialistas da Apple estão desenvolvendo maneiras inovadoras de dar nova vida aos materiais dos produtos Apple e ajudando a informar as decisões de design que suportam a desmontagem e a recuperação.

Apple em comunicado.

Para recuperar os materiais de baterias, a Apple investiu no robô Daisy que faz a desmontagem de baterias de iPhones. O aparelho permite que os recicladores recuperem materiais como cobalto e lítio. A fabricante estima que, desde 2019, mais de 11.000 quilos de cobalto tenham sido recuperados pelo Daisy.

Outro esforço para auxiliar na desmontagem de equipamentos é o sistema de realidade aumentada (AR) que a Apple implantou nos parceiros de reciclagem. Com a tecnologia, imagens e vídeos são projetados mostrando a forma ideal de desmontar diferentes dispositivos como iPads e MacBooks.

publicidade

Já assistiu aos novos vídeos no YouTube do Olhar Digital? Inscreva-se no canal!