Carrinho de supermercado motorizado? Um grupo de estudantes da Universidade de Bristol, na Inglaterra, está desenvolvendo um minitrailer elétrico para diminuir as viagens de carros ao mercado. O veículo em miniatura pode ser preso a uma bicicleta ou scooter e servir como um carrinho de compras.

Leia mais:

Como funciona

A ideia do quinteto de mestrandos, formado por um engenheiro da Mercedes, um físico médico e graduandos em finanças, biologia e história, é que os consumidores possam desbloquear o minitrailer usando um cartão de débito ou crédito. Assim, no caminho de volta do supermercado, eles poderiam usá-lo para transportar suas compras.

O trailer, então, pode ser deixado em algum ponto estratégico e um funcionário do mercado seria encarregado de levá-lo de volta.

publicidade

Esperamos que esta solução sustentável ajude o meio ambiente e os consumidores.

Grupo de estudantes responsável pela ideia do minitrailer elétrico

Desenvolvimento

O grupo recebeu 10 mil euros para ajudar no desenvolvimento do Slant, o nome dado ao projeto, e espera criar parcerias com supermercados para testar a viabilidade da invenção já nos próximos meses.

Eles lançaram a ideia na competição anual Runway, da Universidade de Bristol, e também querem buscar uma patente para o produto até o final do ano.

Sam Bell, Louis Cocking, Artemis Fragkopoulos, Nigel Deshpande e Tarun George Maddila são os responsáveis pelo minitrailer elétrico (Foto: Universidade de Bristol/Reprodução)

Sustentabilidade

  • Para ser confortável aos usuários, porém, o carrinho deveria ser motorizado e capaz de levar as compras quase que ‘por conta própria’.
  • Para tornar essa ideia sustentável, além de promover a sustentabilidade ao diminuir o uso dos carros, o minitrailer também é elétrico.
  • Artemis Fragkopoulos, um dos integrantes do projeto, afirmou que 73% dos compradores usam carros para ir e voltar dos supermercados e o número é “incompreensível”.
  • O miniveículo montado por eles, então, também é leve e pode ser arrastado por motos elétricas, bicicletas ou até a pé.
  • Dessa forma, o grupo acredita que pode reduzir 4,5 bilhões de viagens de carros anualmente na Inglaterra.
  • Além disso, o preço também sairia mais barato: se as viagens com o carrinho saíssem por quatro euros, isso já seria mais barato do que os táxis usados para o trajeto.

Com informações de BBC

Já assistiu aos novos vídeos no YouTube do Olhar Digital? Inscreva-se no canal!