O Google foi condenado, nesta sexta-feira (26), a pagar multa de US$ 32,5 milhões (R$ 162,3 milhões) por infringir patente da fabricante de soluções de áudio Sonos.

De acordo com o Law360, um júri federal da Califórnia, EUA, ordenou a multa após determinar que o Google violou patente relativa ao agrupamento de alto-falantes para poderem reproduzir áudio ao mesmo tempo, algo que a empresa vem fazendo há anos.

publicidade

Leia mais:

  • O juiz distrital dos EUA, William Alsup, já havia determinado que versões anteriores de produtos, como o Chromecast Audio e o Google Home, infringiam a patente da Sonos;
  • a questão era se produtos mais recentes e renovados também estavam infringindo a patente;
  • O júri decidiu a favor da Sonos, mas decidiu que uma segunda patente – relacionada ao controle de dispositivos por meio de um smartphone ou outro dispositivo – não foi violada;
  • Eles disseram que a Sonos não havia mostrado de forma convincente que o Google Home infringia essa patente específica;
  • Isso segue a rejeição de quatro outras violações de patente pelas quais a Sonos originalmente processou a gigante das buscas.

Em resposta à condenação ao Engadget, o Google disse:

publicidade

Esta é uma disputa estreita sobre alguns recursos muito específicos que não são comumente usados. Das seis patentes Sonos originalmente reivindicadas, apenas uma foi considerada violada e as demais foram descartadas como inválidas ou não infringidos. Sempre desenvolvemos tecnologia de forma independente e competimos com base no mérito de nossas ideias. Estamos considerando nossos próximos passos.

Google, em resposta ao Engadget

Por sua vez, a Sonos forneceu a seguinte declaração:

Estamos profundamente gratos pelo tempo e diligência do júri em manter a validade de nossas patentes e reconhecer o valor da invenção de cenas de zona da Sonos. Este veredicto reafirma que o Google é um infrator em série de nosso portfólio de patentes, como a Comissão de Comércio Internacional já decidiu com relação a cinco outras patentes. Ao todo, acreditamos que o Google infringe mais de 200 patentes e a indenização de hoje [sexta-feira (26)], com base em parte importante de nosso portfólio, demonstra o valor excepcional de nossa propriedade intelectual. Nosso objetivo continua sendo que o Google nos pague royalties justos pelas invenções da Sonos de que se apropriou.

Sonos, em resposta ao Engadget

Vitória

O veredicto desta sexta-feira (26) é uma vitória para a Sonos, que originalmente entrou com ação contra o Google em janeiro de 2020. Especificamente, a Sonos afirmou que o Google obteve conhecimento da patente por meio da colaboração anterior entre as duas empresas, de volta à colaboração para permitir a integração entre os alto-falantes da Sonos e o Google Play Music.

publicidade

Desde então, o Google contra-processou a Sonos, alegando que a empresa de áudio havia, de fato, infringido suas próprias patentes em torno de alto-falantes inteligentes.

Como em qualquer boa batalha legal, a Sonos expandiu seu próprio processo alguns meses depois. Mais recentemente, o Google processou novamente a Sonos, em 2022, alegando que seu novo assistente de voz infringiu sete patentes relacionadas ao Google Assistant.

publicidade

Ainda não se sabe se a decisão desta sexta-feira (26) retardará a batalha legal entre as duas empresas, embora se espera que as brigas continuem a todo vapor nos próximos meses. Existem muitos processos entre as empresas que ainda não foram resolvidos, e o Google deve recorrer da multa.

Com informações de Engadget

Já assistiu aos novos vídeos no YouTube do Olhar Digital? Inscreva-se no canal!