O Dr. Octopus fez sua primeira aparição nos quadrinhos do Homem Aranha em 1963, e ganhou as telonas em 2004, para reaparecer em 2021. Ele é conhecido por seus quatro braços robóticos saindo das costas e controlados pela mente, mas será que essa tecnologia poderia existir na vida real? Cientistas da Universidade de Tóquio conseguiram construir um equipamento parecido.

Apesar de parecer com o vilão, os pesquisadores, na verdade, tiveram outras inspirações na hora de construir o equipamento, os Jizai Okimono, uma figura da cultura tradicional japonesa, de onde vem seu nome, Jizai Arms.

publicidade

O equipamento consiste em uma mochila com seis terminais onde os braços podem ser encaixados de forma que não grudem uns nos outros quando em movimento. Na parte onde ficam as mãos também existem outras possibilidades de personalização, podendo ser substituídas por garras.

Os braços robóticos são controlados por um software de PC ou um controle que parece uma miniatura do equipamento, podendo ser controlado tanto pelo usuário, quanto por um operador.

publicidade

Leia mais:

Aumento da mobilidade

Inicialmente, o equipamento foi desenvolvido para melhorar a vida de pessoas com mobilidade reduzida, realizando tarefas como cozinhar, limpar e dirigir. Mas ele também pode exercer outras funções como trabalhos manuais em indústrias, cirurgias em hospitais e até mesmo como uma ferramenta de guerra para soldados em campo de batalha.

publicidade

No entanto, o Jinzai Arms tem seus desafios. Somente a mochila pesa cerca de 4 quilos, com os braços inseridos, o peso sobe para 14. Além disso, ele é difícil de ser operado, já que é complicado controlar vários braços ao mesmo tempo.

No futuro, os pesquisadores esperam resolver esses problemas, principalmente o de operação dos braços robóticos. Especialistas acreditam que em breve eles poderão funcionar a partir de ferramentas de Inteligência Artificial ou até mesmo com controladores implantados no corpo humano, funcionando em conjunto com a mente, assim como os braços do Dr. Octopus.

publicidade

Já assistiu aos novos vídeos no YouTube do Olhar Digital? Inscreva-se no canal!