Mesmo com o programa de descontos do governo, os preços praticados anos 1990 continuam imbatíveis. Na época, foi lançado o tão famoso “carro popular”.

A categoria estreou em 1993 e ficou marcada por modelos com poucos equipamentos, motor 1.0 e corte na tributação, permitindo vender carros novos por menos de R$ 8 mil — como comparativo, o automóvel 0 km menos caro do momento custa 7,5 vezes mais caro.

Vídeo relacionado

Leia mais:

Uma das opções mais atraentes da época era o Chevrolet Corsa 1.0. O modelo nasceu em 1983 pelas mãos da Opel, subsidiária alemã da GM.

publicidade

O hatch, no entanto, só desembarcou por aqui em 1994 em meio ao boom dos carros populares já repaginado com mais curvas e carroceria “redondinha”.

Como era o Corsa dos anos 1990

  • O Corsa tinha uma cara mais moderna e era mais econômico que os rivais (12,1 km/l na cidade e 14,9 km/l na estrada).
  • Em termos de desempenho, não era o melhor do segmento. O motor 1.0 gerava apenas 50 cavalos. 
  • O ar-condicionado era oferecido como opcional e o acabamento, apesar de simples, era visto como o mais caprichado entre os populares.
  • O Corsa Wind contava ainda com itens como retrovisores laterais com ajuste interno, limpador e desembaçador traseiros e para-brisa degradê.
  • Também era o único carro de passeio com injeção eletrônica no país e, ainda assim, era vendido na mesma faixa de preço dos concorrentes Uno, Gol e Escort Hobby.
Corsa Wind 1994.
Corsa Wind 1994. Imagem: Divulgação/Chevrolet

Como resultado, o modelo foi ganhando terreno e levou a coroa de carro mais vendido do mundo em 1999. O impacto do Corsa no mercado foi tão grande que o presidente da Chevrolet no Brasil teve que pedir paciência aos compradores, já que a montadora não estava conseguindo atender a tantos pedidos.

publicidade

Quanto custava um Corsa em 1994?

O hatch da Chevrolet era vendido por menos de R$ 7,5 mil em 1994 (cerca de 107 salários mínimos da época). Vale destacar que o dólar era cotado abaixo do real e o salário mínimo era de R$ 70.

Quanto custaria o mesmo modelo hoje?

Hoje, com a inflação, o mesmo modelo seria vendido por quase R$ 70 mil (pouco mais de 53 salários mínimos atuais) e acima da dupla de carros novos mais baratos, o Renault Kwid e o Fiat Mobi. Na Fipe, o Corsa Wind 1994 seminovo vale os mesmos R$ 7,5 mil de quando foi lançado.

publicidade

Em 2012, a produção do Corsa chegou ao fim no Brasil. O modelo Classic foi o último a se despedir do mercado nacional em 2016.

Na Europa, o modelo continua na ativa, com direito até a versão eletrificada.

Já assistiu aos novos vídeos no YouTube do Olhar Digital? Inscreva-se no canal!