Após um período de seis semanas de paralisação, a Ford está reiniciando a produção da sua famosa F-150 Lightning. Segundo a montadora, a reforma na fábrica permitirá o aumento da capacidade, triplicando a produção.

Com meta de produção anual de 150 mil veículos até novembro, a Ford utilizará a instalação do Rouge Electric Vehicle Center, localizado fora de Dearborn, Michigan (EUA), que cresceu de 46,9 mil m² quadrados para 875 mil m².

Leia mais:

A retomada da produção da F-150 acontece em momento delicado para os EVs, quando fabricantes, como a Blue Oval, relatam prejuízos bilionários em seus negócios de elétricos. Nesse cenário, a Ford está reduzindo os preços do F-150 Lightning em até US$ 10 mil (R$ 47.935 na conversão direta), para enfrentar a competição de EVs e as taxas de estoque nas concessionárias.

publicidade

Reformas na fábrica

  • Com as mudanças, a Rouge Electric foi equipada com novas ferramentas para “medir e validar automaticamente o ajuste da carroceria externa para precisão de margem e nivelamento”;
  • Esses equipamentos estão sendo usados pela primeira vez nas fábricas da Ford na América do Norte;
  • A montadora também adicionou terceira estação, focada em validar o alinhamento das rodas e a mira dos faróis para a tecnologia de assistência ao motorista.

A Ford estima que seus trabalhadores da fábrica construam mais de 70 mil picapes elétricas somente neste ano, com a produção nos EUA prevista para aumentar entre setembro e novembro diante das metas da empresa.

Além disso, a empresa planeja retomar a produção com seu nível de acabamento mais procurado, o XLT, responsável por mais da metade dos pedidos dos clientes. As versões Pro da F-150 Lightning também serão disponibilizadas “em quantidades limitadas”.

Com informações de The Verge

Já assistiu aos novos vídeos no YouTube do Olhar Digital? Inscreva-se no canal!