O buraco negro mais próximo da Terra é o Gaia BH1, a cerca de 1600 anos-luz de distância. No entanto, agora, uma nova pesquisa sugere que existam outros cerca de 10 vezes mais próximos de nós, alojados em um local visível durante o céu noturno.

Os buracos negros geralmente se formam a partir do colapso de estrelas massivas, tendo a maioria delas passado toda sua vida em aglomerados de estrelas que não tiveram tanto tempo de se dispersar. Assim, aglomerados próximos é o lugar mais lógico para se procurar esses objetos.

publicidade

E para entender melhor esse assunto tão curioso, recebemos o astrônomo e colunista do Olhar Digital, Marcelo Zurita. Ele nos explicou as possíveis mudanças que essa descoberta pode trazer.

“Com relação à segurança, podemos ficar tranquilos, não muda nada pra gente. Apesar desses buracos negros existirem mais próximos, eles ainda estão bem distantes para ter alguma influência gravitacional aqui no nosso planeta.”

Marcelo Zurita

Acompanhe a entrevista completa!