O Bluesky, uma das alternativas ao X (ex-Twitter), alcançou em julho o marco de 1 milhão de usuários na rede, um número e tanto para uma plataforma que permanece burocrática quanto ao seu acesso. 

O que você precisa saber: 

publicidade
  • O anúncio de comemoração foi feito por Rose Wang, membro da equipe Bluesky, no X; 
  • Para criar uma conta na rede social, os interessados precisam de códigos de convite; 
  • Em junho, o acesso chegou a ser oferecido pelo equivalente a R$ 5 mil no eBay (veja aqui); 
  • Lançada no início deste ano, só agora a plataforma conseguiu alcançar um número significativo de usuários — embora ainda seja pequeno se comparado a concorrentes, como o Threads, que alcançou 100 milhões de usuários em uma semana (o app é aberto ao público). 

Leia mais! 

Apoiada pelo cofundador do Twitter, Jack Dorsey, o Bluesky já recebeu diversas atualizações para tentar se manter na briga por um pedaço do grande espaço que o antigo Twitter passou a deixar no mercado.

publicidade

O registro de 1 milhão de contas, inclusive, pode ter sido impulsionado pela insatisfação dos usuários da antiga rede do passarinho — a plataforma alternativa chegou a barrar inscrições devido à alta demanda. O caso ocorreu logo após a plataforma de Elon Musk introduzir o limite de postagens. 

Conforme lembra o Engadget, pouco após ser lançado em beta fechado, ele disponibilizou a capacidade dos usuários escolherem seus próprios algoritmos. Depois, em sua tentativa de permanecer livre de anúncios, começou a oferecer um serviço de domínio pago. Mais recentemente, passou a permitir que usuários pudessem conferir suas próprias curtidas — função que o Threads recebeu dias antes. 

publicidade

Vale destacar que ainda não há informações sobre quando e se o Bluesky será aberto ao público. 

Já assistiu aos novos vídeos no YouTube do Olhar Digital? Inscreva-se no canal!