As autoridades da Índia determinaram o fechamento de escolas e a realização de testes em larga escala para evitar a propagação de um vírus mortal no sul do país. Duas mortes foram confirmadas nesta quarta-feira (13) em decorrência do Nipah, um vírus zoonótico transmitido de animais para humanos. Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), no entanto, ele também pode ser transmitido por alimentos contaminados ou pelo contato com pessoas infectadas.

Leia mais

O ministro-chefe do estado de Kerala, Pinarayi Vijayan, disse que o vírus foi detectado no distrito de Kozhikode e pediu aos residentes que tenham cautela e sigam as diretrizes de segurança do departamento de saúde.

Segundo o governo indiano, mais de 700 pessoas foram identificadas como contatos próximos e estão sendo testadas para o vírus. Destes, 77 são considerados de “alto risco” e precisam, obrigatoriamente, ficar confiados em casa.

publicidade

Vírus Nipah

  • Os sintomas geralmente começam com dor de cabeça e sonolência, mas rapidamente podem levar ao coma, segundo os Centros de Controle e Prevenção de Doenças dos EUA.
  • O Nipah pode causar síndrome respiratória aguda, impedindo que os pulmões forneçam oxigênio suficiente ao corpo, além de encefalite fatal, uma inflamação do cérebro.
  • Não existe vacina contra a doença e o tratamento é limitado a cuidados de suporte, segundo informações da CNN.
Vírus Nipah pode causar síndrome respiratória aguda e encefalite fatal, uma inflamação do cérebro (Imagem: Kateryna Kon/Shutterstock)

Surtos são recorrentes na região

Esse é o quarto surto no estado de Kerala desde 2018. Na crise sanitária mais antiga, 17 pessoas morreram. Mais de 230 pessoas foram testadas na oportunidade e as autoridades indianas colocaram em prática uma rígida operação de rastreio de contatos para conter a propagação do vírus.

No ano seguinte, em 2019, mais de 300 pessoas ficaram sob vigilância depois que um homem foi diagnosticado com o Nipah. O estado teve outro surto em 2021, resultando na morte de um menino de 12 anos.

O vírus foi identificado pela primeira vez durante um surto de 1998-1999 na Malásia. Quase 300 pessoas foram infectadas e mais de 100 morreram. Mais de um milhão de porcos foram sacrificados para impedir a sua propagação.

O vírus recebeu o nome da aldeia de Kampung Sungai Nipah, na Malásia, onde os criadores de porcos contraíram a doença. Durante esse surto, a maioria das infecções humanas resultou do contacto direto com animais doentes ou dos seus tecidos contaminados, segundo a OMS. Houve surtos subsequentes na Índia e em Bangladesh, com mais de 600 casos humanos relatados entre 1998 e 2015.

A transmissão entre humanos do vírus Nipah também foi relatada. Segundo a Organização Mundial da Saúde, entre 2001 e 2008, cerca de metade dos casos notificados em Bangladesh foram devidos à transmissão entre humanos resultante de trabalhadores que prestavam cuidados a pacientes infectados. O vírus está na lista da OMS de ameaças epidêmicas que necessitam de investigação e desenvolvimento de vacinas urgentes.

Já assistiu aos novos vídeos no YouTube do Olhar Digital? Inscreva-se no canal!