A plataforma anteriormente conhecida como Twitter, agora X, revelou sua mais nova estratégia para atrair assinantes para o X Premium. E a estrela dessa iniciativa é ninguém menos que Paris Hilton. A parceria entre a empresa e a empresária e personalidade da mídia inclui um ícone personalizado em tom de rosa exclusivo para os assinantes.

A colaboração faz parte de um acordo amplo recentemente anunciado entre a 11:11 Media, a empresa de mídia de Paris Hilton, e a X Corp. Além do ícone “Paris Pink,” o acordo abrange planos de trabalho conjunto em áreas como vídeo ao vivo, comércio ao vivo, X Spaces (áudio ao vivo) e outros projetos.

Leia mais:

A novidade foi descoberta por um usuário do X, @aaronp613, que frequentemente identifica recursos não anunciados antes de seu lançamento oficial. O ícone em questão foi apelidado de “Sparkly Pink” no código do aplicativo. O ícone já estava disponível no aplicativo antes do anúncio oficial de hoje, mas a notícia só foi divulgada aos usuários do X nesta manhã.

publicidade
twitter paris hilton
Imagem: Paris Hilton / Reprodução

Ícones no X Premium

  • Antes da aquisição por Elon Musk, o Twitter oferecia ícones personalizados para seus assinantes pagos por meio do serviço Twitter Blue.
  • Essa opção de personalização, comum entre desenvolvedores de aplicativos, visava recompensar os clientes pagantes, permitindo que escolhessem entre uma seleção rotativa de ícones sazonais para a tela inicial do aplicativo.
  • Essa vantagem continuou com a reformulação do produto de assinatura por Musk, que agora foi renomeado para X Premium.
  • O X Premium inclui a verificação paga, a capacidade de editar posts, uma carga de anúncios reduzida e maior visibilidade em buscas e respostas, entre outras características.
  • Em comparação com os ícones oferecidos pelo X, os ícones anteriores do Twitter eram bastante simples, consistindo apenas em cores alternativas além do logotipo padrão do X em um fundo preto.
  • Portanto, o novo ícone “Paris Pink” de Paris Hilton se destaca, como o nome sugere, com seu brilho característico.
  • Esse recurso estará disponível por um período limitado – 60 dias após o lançamento, de acordo com informações da 11:11 Media.
  • Essa é a primeira vez que o X se associa a uma celebridade para projetar um ícone exclusivo para os assinantes do X Premium.
  • Essa estratégia visa atrair mais assinantes para a oferta de assinatura, que custa R$ 42 mensais ou R$ 440 por ano quando adquirida pela web.
  • Os custos da assinatura são mais elevados dentro do aplicativo para cobrir as taxas das lojas de aplicativos.

X Premium e a parceria com Paris Hilton

A parceria com uma celebridade como Paris Hilton poderá atrair um número significativo de assinantes, embora não esteja claro quantos dos 16,6 milhões de seguidores de Paris Hilton no X são realmente fãs o bastante para pagar por esse benefício, especialmente considerando que o ícone rosa será oferecido apenas por um período de dois meses.

O X enfrentou dificuldades para atrair assinantes para seu serviço de assinatura paga. Um relatório anterior deste ano revelou que o serviço havia gerado apenas US$ 11 milhões em dispositivos móveis nos primeiros três meses. No entanto, dados mais recentes de uma análise de terceiros conduzida por Travis Brown indicam que o X Premium conquistou cerca de 94.000 assinantes líquidos entre 1º de julho e 10 de agosto de 2023.

No total, estima-se que o serviço de assinatura tenha 891.963 assinantes até o mês passado. Embora esse número não seja baixo, comparando-o a outras assinaturas de redes sociais, como o Snapchat+, que ultrapassou 5 milhões de assinantes, fica evidente que o X ainda depende consideravelmente das receitas publicitárias.

A empresa afirmou que não haverá divisão de receita específica para essa iniciativa, mas não revelou os termos financeiros gerais do acordo de conteúdo de dois anos entre a 11:11 Media e a X.

A parceria de Paris Hilton com o X ocorre após declarações de Elon Musk sobre seus planos de transformar a empresa em uma plataforma que abraça criadores e permite que eles monetizem suas bases de fãs. Nesse sentido, o X lançou um programa de compartilhamento de receita publicitária para criadores, que pagou quase US$ 20 milhões, de acordo com a CEO do X, Linda Yaccarino.

Acordos entre X e criadores

O X também tem buscado atrair criadores para carregar seus vídeos na plataforma, mas os pagamentos são modestos, com um youtuber relatando ganhos mensais de apenas US$ 1.590, conforme noticiou a Mashable.

Conforme observou o engenheiro do X, Eric Farraro, na semana passada, os criadores recebem apenas uma porcentagem da receita publicitária proveniente de anúncios exibidos para usuários verificados, o que significa que alguns podem ganhar menos do que o esperado, já que não há tantos usuários verificados disponíveis. Aumentar essa cifra é fundamental para a iniciativa de criadores do X, tornando acordos como o de Paris Hilton de grande importância para a empresa.

A parceria com o X é apenas uma das várias iniciativas digitais nas quais Paris Hilton tem se envolvido nos últimos anos. Ela também apostou em NFTs e criptomoedas no passado e lançou recentemente sua própria experiência “Slivingland” no metaverso do Roblox. Paris Hilton também está entre as celebridades que trabalharam com a Meta para criar IAs temáticos de celebridades baseados em Llama 2.