A região Sul do Brasil enfrenta temporais seguidos desde setembro. Para o início de novembro, a região já está em alerta novamente para a passagem de um novo e forte ciclone extratropical.

  • Modelos de previsão apontam para a formação de um ciclone no Sul do país nesta quinta-feira, 2 de novembro (Feriado de Finados).
  • O MetSul divulgou um alerta sobre ciclone intenso, forte ventania e chuva volumosa, com reflexos no Centro-Sul do Brasil e até no Nordeste.
  • O forte ciclone extratropical começa a atuar na sexta-feira (3) na costa do Rio Grande do Sul.
  • O tempo severo persiste especialmente entre os dois dias no centro-norte do Rio Grande do Sul, Santa Catarina e interior do Paraná. 

Leia mais:

Segundo alerta divulgado também pelo Climatempo, o novo ciclone será mais perigoso que os demais, virá acompanhado de temporais e terá “processo inicial no continente e atuação costeira” e não formação oceânica.

Também há condições para tempestades de granizo de grande porte nas regiões afetadas, além de ventania. No litoral gaúcho, as rajadas serão persistentes e podem alcançar cerca de 100 km/h.

publicidade

Região Sul ainda se recupera do último ciclone extratropical

No mês passado, a passagem de um ciclone extratropical deixou um rastro de destruição, com mais de 50 mortes no Rio Grande do Sul. Milhares de pessoas continuam fora de suas casas no estado, enquanto alguns rios seguem com níveis acima do normal.

Santa Catarina e o Paraná também sofreram com os alagamentos provocados pelo mau tempo. Por isso, o Sul do país está em estado de alerta para a passagem do novo ciclone extratropical.

Chuva em outras regiões

  • O mês de novembro também começa com chuva, muita instabilidade e possibilidade de tempestades no Centro-Oeste e Sudeste nesta quarta-feira (1º).
  • A chuva aparece hoje de forma mais ampla no Sudeste e Centro-Oeste, segundo o MetSul. No Sul, o dia será mais nublado, já com possibilidade de vento moderado a forte e chuva fraca.
  • No Centro-Oeste e Sudeste, algumas áreas podem ter chuva na parte da manhã, com aumento da instabilidade e pancadas no período da tarde. Há risco de chuva forte com vento e granizo em alguns pontos.