A trajetória de Elon Musk, bilionário dono da Tesla, SpaceX e X (antigo Twitter), vai chegar às telonas. Isso porque a produtora A24 – que lançou “Tudo em Todo Lugar ao Mesmo Tempo” (2022) e “Pearl” (2022), por exemplo – confirmou à Variety que a cinebiografia do magnata está em desenvolvimento.

Para quem tem pressa:

  • A produtora A24 confirmou o desenvolvimento de uma cinebiografia sobre Elon Musk, bilionário proprietário da Tesla, SpaceX e X (antigo Twitter);
  • Darren Aronofsky, diretor de filmes como “A Baleia” (2022) e “Réquiem para um Sonho” (2000), está a bordo do projeto;
  • O filme será baseado na biografia de Musk escrita por Walter Isaacson e promete oferecer uma visão profunda sobre sua vida e carreira;
  • A história abrangerá eventos como a fundação da SpaceX em 2002 e o papel de Musk na Tesla, onde foi presidente até renunciar em 2018;
  • A cinebiografia explorará os altos e baixos da jornada de Elon Musk, destacando seu impacto global como empresário visionário.

A produtora também informou que Darren Aronofsky, que dirigiu sucessos como “A Baleia” (2022), “Cisne Negro” (2010) e “Réquiem para um Sonho” (2000), está a bordo do projeto na cadeira de diretor. O artista, conhecido por sua abordagem autêntica no cinema, vai se basear na biografia sobre Musk escrita por Walter Isaacson, publicada em setembro de 2023.

publicidade

Leia mais:

Filme sobre Elon Musk: o que se sabe

Silhueta de Elon Musk com logotipo do X, antigo Twitter, ao fundo
(Imagem: kovop/Shutterstock)

A A24 emergiu vitoriosa numa acirrada disputa de lances entre estúdios e cineastas pela opção do livro de Isaacson, consolidando assim a produção do aguardado projeto cinematográfico. Aronofsky é reconhecido por sua habilidade em explorar elementos psicológicos e surreais em suas obras.

publicidade

A cinebiografia de Musk promete oferecer uma visão profunda sobre a vida e a carreira do empresário sul-africano, que ganhou destaque inicialmente com a fundação da SpaceX em 2002.

Sua jornada inclui o papel crucial como investidor inicial na Tesla, onde posteriormente assumiu papéis de liderança, tornando-se presidente antes de renunciar em 2018 em meio a questões regulatórias.

publicidade

Elon Musk continua a ser uma figura polarizadora. Recentemente, o bilionário tomou a decisão controversa de adquirir o Twitter por US$ 44 bilhões (aproximadamente R$ 216 bilhões), rebatizando-o depois como X. Desde então, suas mudanças na rede social têm gerado críticas, incluindo demissões em massa e políticas de cobrança de usuários pela verificação.

Atualmente, Musk é amplamente reconhecido como a pessoa mais rica do mundo, com estimativas de seu patrimônio líquido ultrapassando os US$ 200 bilhões (R$ 984 bilhões) em outubro, segundo a Bloomberg e a Forbes.

publicidade

A cinebiografia, ancorada na narrativa de Isaacson, promete explorar os altos e baixos dessa jornada, capturando a complexidade e o impacto do visionário empresário no cenário global.