A Black Friday está se aproximando e, com ela, as expectativas de encontrar boas ofertas em produtos de todos os segmentos. Os celulares, em especial, são os itens mais buscados pelos consumidores durante esse período. É o que apontou, inclusive, uma pesquisa realizada pelo Google em 2022.

Leia mais:

publicidade

Para economizar ainda mais, muita gente procura por smartphones usados. E aí, é preciso de alguns cuidados. Veja 5 dicas:

1 – Consulte a procedência

Apesar de o preço ser o maior atrativo, é importante verificar a origem do aparelho para fugir de produtos comercializados depois de furto ou roubo.

publicidade

Para evitar problemas, sempre consulte o IMEI (International Mobile Equipment Identity), um tipo de identificação individual do celular, que apresenta todo o seu histórico.

Além disso, outra forma de comprovar que o produto pode ser comercializado com a qualidade e segurança exigidas pelo mercado é verificar se o modelo está indicado na lista da Anatel e homologado pela agência.

publicidade

2 – Exija nota fiscal e garantia

Sempre exija nota fiscal ao formalizar a compra do smartphone seminovo e prefira vendedores que ofereçam garantia de pelo menos 90 dias para falhas técnicas.

A garantia é um exemplo para uma transação segura. Assim, o cliente não sai prejudicado caso a performance do dispositivo não seja a esperada.

publicidade

O preço é o que define a compra de muitos consumidores durante a Black Friday, embora se perceba uma movimentação tendenciosa de falsos descontos e até mesmo riscos de golpes durante o período. Fazer uma compra segura é o primeiro passo para poder aproveitar de preços baixos sem abrir mão da qualidade, como acontece no mercado de seminovos.

Rafael Steinhauser, presidente do Conselho da Trocafone
Iphone
(Imagem: Quince/Pexels)

3 – Certifique-se das condições de uso

Todo aparelho precisa passar por uma análise técnica completa, cobrindo peças e funções como hardware, software, fones, conectores, memória, alto-falantes, bateria, câmera, Wi-Fi, microfone e carregadores, por exemplo.

Contudo, é crucial que a estrutura e a configuração de fábrica estejam preservadas. Esses detalhes devem ser visíveis ao cliente por meio de uma classificação das condições de uso do produto.

4 – Pesquise a faixa de preços dos celulares na Black Friday

Produtos seminovos são mais acessíveis. Mas é importante estabelecer um orçamento para a Black Friday a fim de evitar sobrecarga financeira.

Ou seja, verifique o que caberá no seu bolso: um aparelho de geração mais recente ou mais antiga, bem como qual marca entrega melhor custo-benefício para você.

Enquanto um smartphone novo pode ser encontrado com desconto de 10%, um modelo seminovo chega a ser até 40% mais barato em comparação. E essa diferença prevalece mesmo diante das ofertas.

Rafael Steinhauser, presidente do Conselho da Trocafone

5. Defina sua finalidade de uso

Os principais motivos de atração na compra de um smartphone se devem pelas características de capacidade de processamento, memória do celular, qualidade da câmera e duração da bateria, conforme dados do estudo “Panorama: o brasileiro e o seu smartphone”, produzido pela MobileTime, em parceria com a OpinionBox.

A escolha do modelo depende diretamente da finalidade do uso do consumidor, que pode preferir por um aparelho básico e de entrada apenas para usar aplicativos de rotina, por opções com câmeras de alta qualidade e gravação de vídeos 4K, por um processador avançado capaz de rodar jogos e aplicativos pesados e assim por diante.