A principal novidade da Samsung para 2024 deve ser lançada até antes do que imaginávamos. Ainda não há muitas informações sobre o Galaxy Ring, o anel inteligente da marca coreana, mas alguns indícios apontam para uma estreia já nos próximos meses.

Usuários do fórum Reddit, nos Estados Unidos, relataram, em 31 de janeiro, o aparecimento do anel no aplicativo Good Lock. Trata-se do app oficial da Samsung que permite a personalização de vários dispositivos da empresa.

Pela imagem, é possível configurar o telefone, o relógio (Watch), a pulseira (Fit) e os fones (Buds), além, claro, do Galaxy Ring.

O dispositivo vestível teve a existência confirmada pela fabricante durante o primeiro evento Galaxy Unpacked de 2024, no mês passado, quando foi lançada a série Galaxy S24.

publicidade

Porém, a empresa não forneceu muitos detalhes a respeito do produto. Apenas apresentou um teaser.

Leia mais

Levando em conta outros anéis inteligentes já disponíveis no mercado, a expectativa é que o Galaxy Ring sirva para monitorar índices de saúde, além de contabilizar atividades físicas.

As informações são do site SamMobile.

Como ele deve funcionar

  • Se essa for mesmo a função do Galaxy Ring, eu me coloco aqui como entusiasta.
  • Primeiro porque eu gosto bastante de fazer exercícios e nunca me acostumei com a ideia de correr levando um celular, nem com aqueles suportes de braço ou coisa parecida.
  • Também não uso relógio, então nunca fui público para um smartwatch.
  • Um anel, por sua vez, parece algo muito mais confortável e prático – até mesmo para monitorar o sono. Ou vocês que usam relógio dormem com ele também?
  • Fato é que a Samsung mantém, por enquanto, sigilo total sobre a novidade.
  • Algumas pessoas, porém, dizem já ter experimentado e fizeram elogios ao dispositivo.
  • O analista Avi Greengart é uma delas – e ele disse que o anel é extremamente leve e virá em diferentes tamanhos.

Outros modelos

É importante destacar que a iniciativa da Samsung não é inédita no mercado: esse tipo de produto já existe há algum tempo.

A marca coreana, aliás, aproveita um nicho que vem tendo um bom desempenho.

O Olhar Digital, por exemplo, já falou sobre o lançamento do chamado Oura Ring em março do ano passado.

Já existem também o Evie Ring, da Movano; o Ring Air, Ultrahuman; e o Slim Ring, da Circular.

Todos eles são vendidos numa faixa média de US$ 300 – com variação de US$ 50 para mais e para menos.

É claro que isso não é barato, ainda mais para um anel pequenininho. Mas também passa longe de um Apple Vision Pro.

A boa notícia é que a entrada de uma gigante no negócio pode trazer um incentivo ao mercado, com produtos cada vez mais inovadores e, por vezes, com preços mais acessíveis.