Ao contrário do desfile das escolas de samba, que anualmente brilham na avenida, cometas são como astros caprichosos, convidados imprevisíveis.

Embora possam se apresentar de forma esplendorosa pela noite, muitas vezes, eles passam timidamente e frustram as expectativas dos astrônomos que aguardavam sua passagem com o mesmo entusiasmo que a sambista conta os dias para o Carnaval.

publicidade

Mas 2024 tem tudo para ser um ano de remissão astronômica para os cometas. Um deles promete ser visível a olho nu nos próximos meses, enquanto outro pode até mesmo se tornar o cometa mais brilhante dos últimos 15 anos.

‌A coluna Olhar Espacial é exibida toda sexta-feira durante o Olhar Digital News. Acompanhe!