Dois dos primeiros microcomputadores da história foram encontrados dentro de caixas na Universidade de Kingston, localizada no sudoeste de Londres. A descoberta foi feita por uma equipe de funcionários da Just Clear, empresa especializada em limpezas residenciais e de escritórios.

Entenda:

publicidade
  • Dois modelos do Q1, primeiro microcomputador do mundo, foram encontrados na Universidade de Kingston, em Londres;
  • A descoberta foi feita por funcionários da Just Clear, empresa de limpeza profissional;
  • Lançado em 1972 pela Q1 Corporation, o desktop foi o primeiro completamente integrado com um microprocessador de chip único para CPU;
  • Após a descoberta, a Universidade de Kingston organizou uma exposição pública reunindo os modelos e mais de 60 outros computadores das décadas de 70, 80 e 90.

O Q1, lançado em 1972, foi o primeiro computador desktop completamente integrado com um microprocessador de chip único para CPU. Os modelos Q1 raramente eram exportados pelos Estados Unidos, onde estava localizada a sede da Q1 Corporation, empresa responsável pela criação do microcomputador. Acredita-se que estes sejam os únicos modelos disponíveis na Grã-Bretanha.

Leia mais:

publicidade

Uma descoberta histórica

(Imagem: The Byte Attic)

Após a descoberta dos Q1s, a Universidade de Kingston organizou uma exposição pública dos modelos e de mais de 60 outros computadores das décadas de 1970, 1980 e 1990. Um dos microcomputadores é o modelo original que se assemelhava a uma máquina de escrever e operava com um processador Intel 8008.

“É um verdadeiro bônus poder apresentar dois Q1s – os primeiros microcomputadores do mundo – na Universidade de Kingston”, disse Paul Neve, professor sênior e líder do curso de Ciência da Computação. “Dependemos dos computadores para nosso trabalho, comunicação, produtividade e entretenimento, mas sem os pioneiros nada disso existiria. Não haveria PCs, Macs e telefones Apple ou Android sem Q1 Corporation, Sinclair e Acorn.”