Imagens intrigantes do polo norte de Marte mostram vastas dunas de areia se encontrando com camadas de gelo. As fotos foram capturadas pela Mars Express, uma missão espacial não tripulada da Agência Espacial Europeia (ESA) que orbita o planeta vermelho desde 2003.

Leia mais:

O polo norte de Marte

  • A imagem em destaque divulgada nesta quarta-feira (28) foi captura pela câmera estéreo de alta resolução (HRSC) da Mars Express.
  • O terreno que rodeia o pólo norte de Marte, conhecido como “Planum Boreum” está coberto por camadas de poeira fina e gelo;
  • O gelo empilhado possui quilômetros de espessura e se estende por cerca quase a mesma largura da França (cerca de 1.000 km);
  • O solo também se desenvolveu em degraus, como fiica visível na imagem topográfica da região abaixo.
  • As informações são da Agência Espacial Europeia.

As regiões de menor altitude são azuis/verdes e as de maior altitude são vermelhas/marrons:

A topografia do polo norte de Marte. Imagem: ESA

Estas camadas são compostas por uma mistura de poeira, água gelada e geada que se depositaram no solo marciano ao longo do tempo. Cada uma contém informações valiosas sobre a história de Marte, podendo revelar, por exemplo, como o clima do planeta mudou ao longo de milhões de anos.

publicidade

No inverno marciano, tudo é coberto por gelo seco (gelo de dióxido de carbono) com alguns metros de espessura, que desaparece completamente a cada verão.

Curiosamente, na imagem abaixo a aparência enrugada contrasta com o terreno liso visível à direita, que ainda não apresenta sinais de erosão, indicando que a superfície ainda é muito jovem.

Vasta faixa de dunas de areia onduladas se estende por centenas de quilômetros. Imagem: ESA

Entre os extremos abaixo, estão duas falésias semicirculares, a maior com cerca de 20 km de largura. Dentro das curvas, ficam as dunas cobertas de gelo:

\Grande escala das falésias fica clara pelas sombras escuras que lançam na superfície abaixo. Suas paredes íngremes e geladas se elevam até um quilómetro de altura. Imagem: ESA

Segundo a ESA, as falésias estão localizadas na chamada calha polar, uma característica criada à medida que o vento empurra e desgasta a superfície. Elas aparecem como cristas onduladas no terreno e são comuns nesta região.

A Mars Express

  • A Mars Express está captando há quase 21 anos captando imagens da superfície de Marte para mapear os seus minerais e identificar a composição e a circulação da sua atmosfera, além de ajudar a explorar como vários fenômenos interagem no ambiente marciano.
  • O HRSC da sonda, a câmera responsável pelas imagens, revelou muito sobre a superfície diversificada de Marte nas últimas décadas.
  • As fotos mostram desde cristas e sulcos esculpidos pelo vento até vulcões colossais, crateras, falhas tectônicas, canais de rios, antigas poças de lava e mais.