A trilogia de filmes “Através da Minha Janela” retrata o início da paixão de Raquel (Clara Galle) por seu vizinho Ares (Julio Peña) e os prolongamentos que um possível romance entre os dois pode render, como o despertar sexual, o desafio para ser sincero sobre o que um sente pelo outro, e até mesmo a dificuldade em manter o amor quando em países diferentes. A seguir, confira a sinopse dos três filmes da franquia original da Netflix.

Leia mais:

publicidade

Através da Minha Janela (2022)

O quarto de Raquel (Clara Galle) possui uma janela que dá de frente para o quarto de seu vizinho. Por meio da silhueta do corpo dele, ela gosta de observá-lo pela janela e imaginar como é a sua personalidade por trás da máscara social que ele veste todos os dias.

Um dia, este vizinho, chamado Ares (Julio Peña), é flagrado por ela tentando acessar o Wi-Fi de sua casa. Curiosa pelo acontecimento, Raquel fica ainda mais atiçada para buscar mais informações sobre o garoto, mas o que ela descobre é sempre muito vago: Ares é conhecido por ser um jovem de expressão dura, comportamento frio e distante, e sem laços emocionais complexos ou duradouros (principalmente com meninas).

publicidade

Raquel tem muitos motivos para não insistir em algo tão incerto quanto uma aproximação com ele, mas Ares descobre a respeito da obsessão dela por ele. Eventualmente, ambos são atraídos um para o outro, e exploram, juntos, diferentes despertares sexual e emocional. Será que um romance poderia nascer desta união improvável?

Através da Minha Janela: Além-Mar (2023)

O filme passado se concentrou em narrar o início do romance entre os protagonistas e o despertar de sua paixão. Agora, vemos o relacionamento deles por outra ótica: Raquel permaneceu na Espanha para estudar escrita na faculdade e se tornar escritora; Ares, por outro lado, se mudou para Estocolmo (capital da Suécia) para iniciar seus estudos em medicina.

publicidade

Afastados por um ano letivo e por barreiras geográficas, o verão finalmente chegou e os dois jovens devem se reencontrar. Antes, a sua conexão se fundamentava pela troca de mensagens, áudios e videochamadas; mas agora, vão se encontrar pessoalmente. Será que as coisas continuarão iguais após tantos meses separados? E o que fazer se novos interesses amorosos surgirem?

Através da Minha Janela: Olhos nos Olhos (2024)

Raquel conseguiu aquilo que almejou por tanto tempo: tornou-se uma escritora. Agora, deve se concentrar nos últimos detalhes para lançar seu livro, iniciar as sessões de autógrafos e garantir que tudo dê certo. Não pode haver distrações. Nem mesmo se uma delas se chamar Ares.

publicidade

Após os acontecimentos finais do último filme, Raquel está magoada com Ares. Na verdade, o fato de terem voltado a morar lado a lado não facilitou a dor trazida pelo coração partido, apenas a piorou. Mas, mesmo que Ares insista, Raquel deseja focar no seu livro.

Apesar de nossas súplicas, o destino faz o que quer, e se ele pretende reunir um casal, não há nada que possa impedi-lo. É por isso que Raquel está sempre enrolada em situações e lugares onde Ares também se encontra, e vê-lo diariamente parece uma tentação boa demais para resistir. O que será que ela vai decidir fazer com seu futuro?