O Google anunciou nesta quarta-feira (3) o lançamento do seu novo relatório intitulado “AI Sprinters“, destacando as oportunidades que a inteligência artificial pode oferecer para países subdesenvolvidos. A empresa também revelou um compromisso de US$ 15 milhões provenientes do Google.org para apoiar o treinamento de habilidades em IA nestes países.

Na visão do Google, a IA tem o potencial de beneficiar países emergentes, principalmente na América Latina, Oriente Médio, Ásia e África. Essas regiões enfrentam desafios, como infraestrutura precária, desemprego e acesso desigual à educação e saúde. A ideia do Google é que soluções baseadas em IA possam ser revolucionárias para mitigar isso. É nisso que o relatório se baseia.

publicidade

Leia mais:

google dados
Imagem: Shutterstock/VDB Photos

Atualmente, o Google já está utilizando suas ferramentas de IA para otimizar semáforos de trânsito no Rio de Janeiro. A companhia pretende também ampliar esses serviços em breve para o Sudeste Asiático e para a África para, por exemplo, ajudar agricultores na detecção precoce de surtos de pragas.

publicidade

Recomendações do relatório do Google

O relatório “AI Sprinters” destaca quatro recomendações principais:

  1. Revolucionar a infraestrutura com políticas centradas na nuvem.
  2. Apoiar iniciativas nacionais de competências em IA.
  3. Modernizar sistemas de dados nacionais.
  4. Apoiar regulamentações que permitem a IA.
google
(Imagem: sdx15 / Shutterstock.com)

O Google enfatiza que a implementação dessas recomendações exigirá ação coordenada de governos, setor privado e sociedade civil. O compromisso do Google.org em fornecer US$ 15 milhões para o treinamento em habilidades de IA é apenas o primeiro passo, e mais colaboração é necessária para fortalecer a educação STEM e aumentar as oportunidades de aprendizagem online.

publicidade

O relatório completo divulgado pelo Google pode ser acessando clicando aqui.