O Congresso dos Estados Unidos aprovou, nesta quarta-feira (19), projeto de lei que visa dar impulso à energia nuclear do país, chamado de Lei de Aceleração da Implantação de Energia Nuclear Versátil e Avançada para Energia Limpa (ADVANCE, na sigla em inglês). As informações são do The Verge.

Agora, resta a assinatura do presidente Joe Biden para o projeto se tornar lei. O Senado aprovou o projeto, após a Câmara dos Deputados aprovou projeto semelhante em fevereiro.

publicidade

Leia mais:

A ADVANCE deverá acelerar o desenvolvimento de reatores nucleares de próxima geração e posicionar os EUA para liderar o mercado internacional, ao mesmo tempo em que ajuda a manter os reatores antigos em funcionamento.

publicidade

A energia nuclear ainda é solução que causa divisão para reduzir as emissões de gases com efeito estufa que causam alterações climáticas, mas ganhou apoio bipartidário nos últimos anos.

publicidade
Energia nuclear é vista como complemento útil para fontes de energia limpa, como a solar (Imagem: jaroslava V/Shutterstock)

Detalhes da lei que deve impulsionar a energia nuclear dos EUA

  • Com a nova lei, o Departamento de Energia (DOE) vai simplificar seu processo de aprovação da exportação internacional de tecnologia de energia nuclear estadunidense;
  • Junto a isso, o DOE deve reduzir custos regulamentares para as empresas que tentam licenciar reatores nucleares avançados;
  • Também serão criados incentivos para a implantação bem-sucedida dessas tecnologias;
  • A lei ainda incumbe a Comissão Reguladora Nuclear (NRC) de criar caminho “oportuno” para licenciar pequenos reatores e antigos locais geradores de combustíveis fósseis;
  • Por fim, a lei vai acelerar a revisão do licenciamento de novos reatores em instalações nucleares existentes e racionalizar o processo de revisão ambiental.

O projeto não passou livre de reações por parte de grupos ambientalistas que apoiam ou se opõem à energia nuclear.

A energia nuclear é vista por alguns como forma de complementar as energias renováveis ​​flutuantes, como a energia solar e a eólica, com fonte constante de energia que não gera emissões de dióxido de carbono que aquecem o planeta. Contudo, há grupos que estão preocupados com os riscos para a saúde e o ambiente associados à energia nuclear.

publicidade

“À medida que continuamos a descarbonizar o sistema energético de nosso país e a responder à crescente procura de energia, precisamos de todas as opções disponíveis e a energia nuclear desempenhará papel importante para garantir que somos capazes de enfrentar estes desafios”, Evan Chapman, diretor de política federal dos EUA, disse, em comunicado, enviado ao The Verge.

EUA foca em fortalecer sua produção de energia nuclear (Imagem: Christian Schwier/Shutterstock)