Uma descoberta feita pelo rover Perseverance, da NASA, pode ajudar a desvendar um pouco mais sobre o passado de Marte. A missão localizou uma rocha totalmente diferente de tudo o que já foi encontrado no planeta vermelho.

Leia mais

publicidade
marte
Rocha foi encontrada durante missão à Marte (Imagem: Andrey Yurlov/Shutterstock)

Coloração branca intriga pesquisadores

  • O que chamou a atenção dos cientistas foi a cor da rocha.
  • O material foi chamado de “Ponto Atoko”, nome escolhido como uma referência a uma estrutura no Grand Canyon, considerada semelhante ao objeto.
  • Devido à cor clara, ela se destaca em meio às rochas escuras de Monte Washburn, região que o Perseverance estava explorando no fim de maio quando fez a descoberta.
  • Segundo a NASA, a “Ponto Atoko” tem cerca de 45 centímetros de comprimento e 35 centímetros de altura.
Rocha branca destaca na região do Monte Washburn (Imagem: NASA)

Rocha foi formada após resfriamento de magma

Com os instrumentos SuperCam e Mastcam-Z, que equipam o rover Perseverance , os cientistas responsáveis pela missão confirmaram que o material é composto de piroxênio e feldspato. Ambos os minerais têm relação com as rochas ígneas, materiais que se formaram pelo resfriamento e solidificação de magma.

De acordo com a NASA, é possível que a rocha de cor diferenciada tenha pertencido a alguma outra região do planeta marciano. Por esta teoria, ela pode ter sido transportada pelas águas de algum rio existente no passado de Marte.

publicidade

Outra possibilidade é que a rocha tenha sido formada sob uma estrutura de magma, e acabou revelada na superfície devido a processos de erosão. De qualquer forma, os pesquisadores acreditam que a estrutura guarda segredos sobre a história de Marte.