Imagine ir às compras em um supermercado e se deparar, por exemplo, com o sorvete a um preço muito mais elevado que o normal por conta do calor. Isso é exatamente o que o Walmart pretende fazer graças às etiquetas eletrônicas, que permitem mudar o preço de mercadorias em poucos segundos.

Entenda:

publicidade
  • O Walmart anunciou que pretende instalar um sistema de etiquetas eletrônicas em 2.300 lojas da rede até 2026;
  • A tecnologia de precificação dinâmica já vinha sendo testada em uma unidade do Texas, EUA;
  • No anúncio, a empresa destacou benefícios como produtividade, redução de tempo de caminhada e agilidade no reabastecimento de prateleiras;
  • Nos Estados Unidos, as etiquetas eletrônicas também já são utilizadas por franquias como Whole Foods e Schnucks, além de serem muito comuns em várias lojas da Europa.
Paramount+ membros do Walmart+ terão acesso gratuito a plataforma de streaming
Etiquetas eletrônicas permitem alterar preços de mercadorias em segundos. (Imagem: Sundry Photography/Shutterstock)

A tecnologia de precificação dinâmica – chamada pela empresa de etiquetas de prateleira digitais (DSLs) – já havia sido implementada em uma unidade do Texas, EUA. Recentemente, a empresa anunciou que pretende expandir o número de unidades com a tecnologia até 2026. A meta é instalar as etiquetas em 2.300 lojas até lá.

Leia mais:

publicidade

Walmart vai ampliar número de lojas com etiquetas eletrônicas

O anúncio assinado por Daniela Boscan, líder da equipe de Alimentos e Consumíveis do Walmart, destaca pontos como “maior produtividade e redução tempo de caminhada” entre os principais benefícios dos novos rótulos, além de mais agilidade no reabastecimento das prateleiras.

Etiquetas eletrônicas devem chegar a 2.300 lojas do Walmart até 2026. (Imagem: Walmart/Divulgação)

Além disso, como explica Phil Lempert, analista do setor de alimentos, à National Public Radio, as etiquetas eletrônicas devem contar com códigos de barras que, quando escaneados com a câmera do celular, também oferecem outros detalhes sobre os produtos.

publicidade

Vale destacar que o Walmart não é a primeira entre as grandes lojas de departamento a implementar as etiquetas eletrônicas, que já podem ser encontradas em franquias como Whole Foods e Schnucks, nos EUA, e também são comuns em várias outras lojas da Europa.