Originalmente, os astronautas da NASA Butch Wilmore e Suni Williams, membros da primeira missão tripulada da Boeing Starliner à Estação Espacial Internacional (ISS), retornariam à Terra por volta de 12 de junho, uma semana após o lançamento. No entanto, essa volta para casa parece inalcançável – até agora, já foram três adiamentos.

O mais recente foi anunciado na sexta-feira (21), por meio de um comunicado da NASA. Até então, o pouso era esperado para quarta-feira (26). Agora, de acordo com o reagendamento, Wilmore e Williams se despedem da ISS só no dia 2 de julho.

publicidade
Barry “Butch” Wilmore e Suni Williams são os astronautas do primeiro voo tripulado da Starliner. Crédito: NASA

Segundo a NASA, essa extensão de prazo permitirá que a agência e a Boeing tenham mais tempo para avaliar vários problemas que surgiram com o veículo.

Vamos relembrar o lançamento da missão CFT Starliner:

publicidade
  • O Teste de Voo Tripulado da Starliner – ou CFT, na sigla em inglês – foi lançado no dia 5 de junho, no topo de um foguete Atlas V, da United Launch Alliance (ULA), a partir da Estação da Força Espacial de Cabo Canaveral, na Flórida;
  • Isso aconteceu após uma série de adiamentos;
  • A última suspensão foi em razão de um vazamento de hélio na cápsula;
  • O problema não foi entendido como tão grave, e a espaçonave decolou rumo à ISS;
  • No trajeto, mais vazamentos de hélio foram identificados;
  • A cápsula demorou mais de uma hora além do previsto para atracar no laboratório orbital;
  • Testes adicionais na espaçonave se fazem necessários, justificando o adiamento do retorno para a Terra;
  • A acoplagem também apresentou problema: uma anomalia fez cinco dos 28 propulsores do módulo falharem em seu funcionamento, atrasando a ancoragem em mais de uma hora.
Lançamento da cápsula Boeing Starliner em 5 de junho de 2024 (Imagem: NASA)

“Estamos tomando nosso tempo e seguindo nosso processo padrão de equipe de gerenciamento de missão”, disse Steve Stich, gerente do Programa de Tripulação Comercial da NASA. “Estamos deixando que os dados conduzam nossa tomada de decisão em relação ao gerenciamento dos pequenos vazamentos do sistema de hélio e do desempenho do propulsor que observamos durante o encontro e a atracação”.

Leia mais:

publicidade

NASA diz que Starliner apresenta bom desempenho em órbita

Segundo Stich, a Starliner está tendo um bom desempenho em órbita enquanto está acoplada à estação espacial. “Estamos estrategicamente usando o tempo extra para abrir um caminho para algumas atividades críticas da estação, enquanto concluímos a prontidão para o retorno de Butch e Suni na Starliner e obtemos informações valiosas sobre as atualizações de sistema que desejaremos fazer para missões pós-certificação”.

A certificação envolve a autorização da Starliner para voar missões de astronautas de seis meses para a ISS para a NASA, serviço atualmente executado apenas pela SpaceX.

publicidade

Segundo a NASA, “a tripulação não está pressionada por tempo para deixar a estação, já que há muitos suprimentos em órbita, e a programação da estação está relativamente aberta até meados de agosto”.