Uma das promessas do 5G é oferecer latência menor em comparação ao 4G. Tecnicalidades à parte, isso significa carregar conteúdos mais rápido. Mas será que, no Brasil, é mais rápido mesmo? Essa foi a pergunta que uma pesquisa da Ookla se propôs a responder. E, segundo a análise, o 5G é mais rápido, sim.

A pesquisa, cujos resultados estão disponíveis no site da Ookla, analisou a velocidade de carregamento de páginas (quantos milissegundos leva para uma página carregar) no 5G e no 4G em três serviços populares em nove países importantes ao redor do mundo durante o primeiro trimestre de 2024.

publicidade

Leia mais:

5G é mais rápido que 4G no Brasil, segundo pesquisa

5g brasil
5G superou o 4G na velocidade de carregamento das páginas analisadas por pesquisa (Imagem: rafapress/Shutterstock)

Agora, sim, é um bom momento para entender as tecnicalidades deixadas de lado no primeiro parágrafo deste texto. O princípio é: boa velocidade de carregamento depende de baixa latência. Daí a promessa do 5G.

publicidade

A velocidade de carregamento de páginas considera quanto tempo leva para elas exibirem totalmente seus conteúdos. E essa velocidade é diretamente impactada pela latência – a rapidez com que o aparelho recebe uma resposta após enviar uma solicitação. Quanto menor essa janela, mais rápido o carregamento.

O 5G cumpriu a promessa de latência, mostrando uma velocidade de carregamento de página mais rápida do que o 4G em todos os serviços em todos os países analisados pela pesquisa da Ookla. No entanto, a melhoria não foi a mesma em todos os lugares.

publicidade

No caso do Brasil, a análise constatou que o Google carregou 20% mais rápido no 5G do que no 4G. Em relação ao YouTube, a diferença foi de 25%, enquanto no Facebook foi de 30%. Confira abaixo os dados detalhados:

Tabela com dados sobre 5G no Brasil em comparação ao 4G
5G carrega páginas de 20% a 30% mais rápido no Brasil, aponta pesquisa (Imagem: Ookla e Olhar Digital)

Veja abaixo os apontamentos da análise em relação aos demais países considerados no levantamento (a porcentagem mostra quão mais rápido as páginas carregaram no 5G em comparação ao 4G):

PaísesFacebookGoogleYouTube
África do Sul36% mais rápido22% mais rápido27% mais rápido
Canadá23% mais rápido18% mais rápido16% mais rápido
Espanha15% mais rápido14% mais rápido11% mais rápido
Estados Unidos26% mais rápido21% mais rápido22% mais rápido
França19% mais rápido20% mais rápido14% mais rápido
Índia33% mais rápido23% mais rápido32% mais rápido
México26% mais rápido26% mais rápido28% mais rápido
Nigéria47% mais rápido24% mais rápido27% mais rápido
(Fonte: Ookla)