O drone apelidado de “raia de ferro” não é segredo de Estado dos EUA. Mas o exército estadunidense evitou detalhar especificidades do drone – por exemplo, suas dimensões. Só faltou combinar isso com o Google. É que o drone apareceu no Google Maps, conforme publicado pelo New York Post. E a imagem de satélite dá uma noção do porte da “raia” militar no mundo real.

Drone secreto dos EUA não parece tão secreto assim no Google Maps

  • O drone militar conhecido como Manta Ray (“raia de ferro”) aparece em imagens de satélite no Google Maps. E essas imagens expõe o porte do drone, ancorado na base naval de Port Hueneme, Califórnia;
  • A aparição do drone no Google Maps oferece uma noção de seu tamanho em comparação a elementos comuns, como navios e barcos. É a primeira vez que a “raia” militar é vista num contexto fora de demonstrações oficiais;
  • Desenvolvido pela DARPA em 2020, o Manta Ray foi projetado para operações submarinas de longo alcance, com capacidade de “hibernar” no leito marinho em modo de baixa potência;
  • O drone é modular, facilitando sua desmontagem, reparo e reconfiguração conforme as necessidades da missão. Seus detalhes específicos, como fonte de energia e armamento, permanecem secretos.

Conhecido como Manta Ray, o veículo submarino não tripulado (UUV, na sigla em inglês) aparece na imagem do Google Maps ancorado na base naval de Port Hueneme, na Califórnia. Veja abaixo:

Vídeo relacionado

Imagem de satélite de drone apelidado de raia de ferro exibida no Google Maps
Drone ‘raia de ferro’ ancorado na base naval de Port Hueneme, na Califórnia (Imagem: Google Maps e Olhar Digital)

Leia mais:

Embora não seja a primeira vez que se vê o drone no mundo real – a Northrop Grumman, fabricante do veículo, já postou até vídeo 360º dele – é a primeira vez que ele aparece rodeado de elementos mundanos (navios, barcos, decks), o que dá uma noção melhor sobre seu tamanho.

publicidade

O que se sabe sobre o drone ‘raia de ferro’ dos EUA

Submarino Manta Ray, com formato de arraia, no mar
(Imagem: Divulgação)

Até agora, isso é o que se sabe oficialmente sobre o Manta Ray (apelido em inglês do drone):

  • Seu desenvolvimento foi iniciado pela Agência de Projetos de Pesquisa Avançada de Defesa (DARPA, na sigla em inglês) em 2020 para dar aos EUA vantagem em operações submarinas de longo alcance e longo prazo;
  • O drone foi projetado para “hibernar” por períodos prolongados no leito marinho, operando num modo de baixa potência;
  • O UUV também foi projetado para ser modular, permitindo que seja facilmente desmontado e reparado – e talvez reconfigurado, conforme as necessidades da missão;

Já outros detalhes, como sua fonte de energia e quais armas ele pode carregar em breve, continuam secretos. Mas o Google está de olho.