A indagação que aparece no título ganhou alguns fóruns de discussão nos Estados Unidos, nos últimos dias. Não há dúvida de que os carros elétricos reduzem muito a emissão de partículas. Os pneus dos EVs, no entanto, continuam iguais aos dos modelos antigos – e têm um peso considerável na poluição do meio ambiente.

Leia mais

publicidade

Pois é, quando o assunto é sustentabilidade nos transportes, pouca gente pensa nos pneus. Eles, no entanto, são vilões nessa história. Um estudo de 2017 publicado no International Journal of Environmental Research and Public Health estima que os pneus sejam responsáveis por mais de 10% do total de resíduos microplásticos nos oceanos.

Hoje, um pneu é feito de cerca de 19% de borracha natural e 24% de borracha sintética, que é um polímero plástico. O resto é metal e outros compostos.

publicidade

Nós não conseguimos ver a olho nu, mas sempre que roda, ele deixa para trás micropartículas – e muitas delas vão parar nos oceanos.

A situação pode piorar ainda mais quando a maior parte da frota se tornar elétrica. Isso porque os EVs são mais pesados do que os carros a combustão – e isso significa mais desgaste dos pneus.

publicidade

Uma solução ecológica

  • Já existem empresas trabalhando em soluções mais sustentáveis.
  • Os pneus continuam sendo de um material parecido com os atuais, mas são mais resistentes.
  • Isso quer dizer que eles se desgastam menos, deixando menos partículas pelo meio ambiente.
  • Além disso, ao durarem mais, as pessoas precisam trocar menos de pneus – o que também ajuda na conta da poluição menor.
  • Uma dessas empresas é a Enso, que foi fundada em 2016 e atua apenas no Reino Unido.
A Enso já fornece seus produtos para o mercado britânico – Imagem: Reprodução/Enso Tyres
  • Segundo o CEO da marca, Gunnlaugur Erlendsson, seus produtos têm cerca de 10% mais resistência no rolamento, o que garante um aumento de 35% na vida útil.
  • Os pneus dele também têm na composição fumo reciclado e sílica feita de casca de arroz.
  • O empresário afirmou que o objetivo da Enso é vender diretamente para o consumidor final.
  • Afirmou que muitas montadoras já trabalham com fábricas de pneus específicos para elétricos, mas que o mercado de reposição ainda não possui esses modelos diferenciados.

Fábrica nos EUA

Para entrar de cabeça nisso, a Enso sabe que precisa ampliar seus negócios. E o próximo passo da empresa será construir uma fábrica de US$ 500 milhões nos Estados Unidos.

A localização ainda não foi decidida, mas deve ficar entre Colorado, Nevada, Texas ou Geórgia.

publicidade

A região sudeste dos EUA é o provável destino. A área vem se tornando “especialista” na produção de veículos eléctricos, além de abrigar o chamado “Cinturão de Baterias”.

Vale destacar que a nova fábrica também cuidará da reciclagem. Será verdadeiramente neutra em carbono, ou seja, não dependerá de compensações.

O fundador da Enso se reuniu com o príncipe William, do Reino Unido – Imagem: Reprodução/Enso

A Enso pretende produzir 5 milhões de pneus na nova planta até 2027. Se der certo, talvez estejamos falando agora de uma marca que pode revolucionar o mercado no futuro.

As informações são do The Verge.