Os X-Men, um grupo de super-heróis mutantes, é conhecido por suas habilidades especiais que variam amplamente, desde telepatia até controle climático. No entanto, um dos membros mais peculiares é Ciclope, cujo poder mutante gera feixes de energia ótica de seus olhos. Essa habilidade, essencialmente um raio laser vermelho, não é apenas uma arma poderosa, mas também uma maldição em sua vida cotidiana.

Ciclope, alter ego de Scott Summers, enfrenta o desafio único de só poder enxergar o mundo através de lentes especiais. Estes óculos, ou visor, são projetados para canalizar e controlar seus feixes óticos, pois sem eles, ele não pode abrir os olhos sem causar destruição ao seu redor. Mas isso significa que Ciclope só enxerga a cor vermelha?

publicidade

Para entender como funciona a visão de Ciclope, precisamos mergulhar na sua origem. Nesse texto vamos nos concentrar nas informações disponibilizadas nos quadrinhos lançados ao longo das décadas e o que elas dizem sobre um dos membros mais icônicos e complexos dos X-Men.

Leia também:

publicidade

O Ciclope só enxerga a cor vermelha?

O Ciclope, dos X-Men, só enxerga vermelho?

Scott Summers nasceu com um gene mutante que lhe concede a habilidade de emitir feixes de energia ótica através de seus olhos. Esse poder, enquanto extremamente poderoso, é também um fardo, pois Scott não pode controlar seu olhar sem o uso de um dispositivo especial, geralmente visores ou óculos. Sem esses visores, seus olhos emitem um feixe de energia óptica constante, que é destrutivo e potencialmente mortal para qualquer coisa que esteja em seu caminho.

Nos quadrinhos clássicos dos X-Men, a relação de Ciclope com seus visores é explorada de várias maneiras. Ele constantemente lida com a angústia de ter um poder tão perigoso e destrutivo, o que o leva a ser frequentemente retratado como um líder atormentado e reservado. Sua incapacidade de controlar seu poder sem os visores é uma fonte constante de tensão e drama nas histórias, especialmente quando esses dispositivos são danificados ou perdidos em batalha.

publicidade

A Justificativa do Quartzo Rubi

Tecnicamente, as rajadas ópticas de Ciclope não são exatamente raios de energia térmica ou lasers, mas sim força concussiva pura, uma forma de energia cinética que pode derrubar ou destruir objetos com impacto. A origem da energia das rajadas tem algumas explicações nos quadrinhos. Uma teoria popular é que os olhos de Scott são portais para uma dimensão alternativa cheia de energia, que ele libera ao abrir os olhos. Outra teoria sugere que seu corpo metaboliza a energia solar e a converte em rajadas ópticas. Scott não tem controle consciente sobre suas rajadas, elas são ativadas sempre que ele abre os olhos. Uma lesão cerebral que ele sofreu na infância também contribuiu para sua incapacidade de controlar suas rajadas.

Nos quadrinhos, os visores de Ciclope são feitos de quartzo rubi por uma razão específica: esse material é capaz de conter e controlar os feixes de energia ótica que ele emite involuntariamente. O quartzo rubi atua como um filtro, permitindo a Scott ver o mundo ao seu redor sem destruir tudo com seu olhar. Essa é uma solução técnica e narrativa usada pelos criadores para equilibrar seu poder formidável com uma limitação crucial que o torna vulnerável e dependente de seus dispositivos para interagir normalmente com o mundo.

publicidade

O quartzo-rubi é um material que absorve e reflete a energia das rajadas, e os óculos são o único material conhecido capaz de conter essas rajadas sem ser destruído. Quando Scott usa os óculos, as lentes bloqueiam a saída da energia, permitindo que ele mantenha os olhos abertos e veja normalmente. As lentes agem como uma válvula, impedindo que a energia se libere incontrolavelmente, permitindo que Scott abra os olhos sem liberar suas rajadas.

Além dos óculos, Ciclope usa um visor de quartzo-rubi durante as batalhas. O visor é equipado com um mecanismo que ele pode ajustar para abrir ou fechar as lentes, permitindo que ele controle a intensidade e a direção de suas rajadas ópticas com maior precisão durante o combate. Em resumo, os óculos de quartzo-rubi permitem que Scott Summers, o Ciclope, veja normalmente e controle suas poderosas rajadas ópticas, que de outra forma seriam liberadas incontrolavelmente.

As explicações dos quadrinhos

Em “X-Men: Origens”, a história de Ciclope é explorada em maior profundidade. Aqui, aprendemos que Scott começou a manifestar seus poderes mutantes na adolescência, e a primeira vez que ele soltou uma rajada de energia foi acidental e devastadora, causando grandes danos e assustando-o. Logo após esse incidente, ele foi encontrado pelo Professor Charles Xavier, que o levou para o Instituto Xavier para Jovens Superdotados.

Foi no instituto que Scott recebeu seus óculos de quartzo-rubi, projetados por Hank McCoy (Fera), para ajudá-lo a controlar suas rajadas ópticas e evitar danos acidentais. Portanto, em ambas as séries, os óculos de Ciclope são essenciais para permitir que ele controle suas habilidades mutantes e leve uma vida relativamente normal.

Em “New X-Men #131”, há uma passagem que menciona que Ciclope enxerga vermelho quando suas rajadas ópticas estão ativas e, curiosamente, vê em amarelo quando está usando seus óculos de quartzo-rubi. Essa descrição pode ser uma interpretação ou adaptação específica do autor ou artista para aquele arco ou edição. Quando Ciclope não está usando seus óculos, suas rajadas ópticas são visíveis como um feixe vermelho intenso. Durante esses momentos, sua visão seria extremamente limitada, pois ele estaria liberando energia continuamente e não poderia manter os olhos abertos normalmente sem causar destruição.

Tradicionalmente, é aceito que Ciclope vê em tons de vermelho através de suas lentes de quartzo-rubi devido à cor das lentes. No entanto, em “New X-Men #131”, a interpretação de que ele vê em amarelo pode ser uma escolha artística ou narrativa específica. Pode-se supor que as lentes de quartzo-rubi, em vez de apenas filtrarem a luz vermelha, poderiam estar ajustadas de forma a alterar a percepção das cores para Scott, fazendo com que ele veja em tons de amarelo para reduzir a tensão visual ou por outro motivo contextual na história.

Essa diferença pode ser atribuída a variações no roteiro ou na arte dos quadrinhos ao longo dos anos, onde diferentes escritores e artistas podem ter abordagens ligeiramente distintas para retratar as habilidades e experiências dos personagens.

Em “Astonishing X-Men #14”, é mencionado que Ciclope enxerga as cores, mas elas estão manchadas de vermelho. Essa explicação oferece uma visão mais detalhada e complexa de como as lentes de quartzo-rubi afetam a visão de Scott Summers. Em vez de ver tudo em um único tom de vermelho, como descrito em algumas versões, ele consegue distinguir diferentes cores, mas todas elas aparecem com uma mancha ou tonalidade vermelha. Isso significa que sua percepção das cores é alterada, mas não eliminada.

Essa interpretação faz mais sentido dentro do contexto das histórias em quadrinhos, onde a visão de Ciclope precisa ser funcional para ele operar normalmente. A mancha vermelha é causada pela cor das lentes de quartzo-rubi, que altera a maneira como a luz entra em seus olhos. Então, enquanto ele pode ver o espectro de cores, o vermelho é sempre dominante, dando a impressão de que todas as outras cores estão manchadas ou tingidas de vermelho.

Contudo, ainda não há uma resposta definitiva sobre que cor que Scott enxerga, devido a mudança de autores dos quadrinhos e as diferentes explicações, e sequer estamos mencionando aqui os filmes, desenhos e jogos, mas há uma concordância entre os fãs de que Ciclope enxerga tudo em vermelho. Talvez porque essa explicação gere uma gama de memes diferentes nas redes sociais? Talvez. Mas ninguém pode nos prender por isso.