Nos últimos anos, a representação diversificada nos videogames tem ganhado destaque, refletindo uma busca por narrativas mais inclusivas e personagens que quebram estereótipos. Entre esses protagonistas, destacam-se figuras negras cujas histórias não apenas enriquecem o enredo dos jogos, mas também desafiam as normas pré-estabelecidas.

Estes personagens não são apenas coadjuvantes, mas líderes de suas próprias jornadas épicas, moldadas por sua cultura, experiências e determinação. Neste texto, exploramos 10 protagonistas negros em videogames que não apenas capturam a imaginação dos jogadores, mas também promovem a importância da representação inclusiva no universo dos jogos eletrônicos.

publicidade

Leia também:

10 jogos com protagonistas negros

1. Marcus Holloway de Watch Dogs 2

Jogos com protagonistas negros
Jogo Watch Dogs 2 )Imagem: Divulgação / Ubisoft)

Marcus Holloway é o protagonista de “Watch Dogs 2”, um hacker talentoso e carismático que lidera um grupo conhecido como DedSec na cidade de San Francisco. Nascido em Oakland e criado dentro do contexto de uma comunidade afro-americana, Marcus é habilidoso na manipulação de tecnologia e no uso de seus conhecimentos para expor injustiças e corrupção.

publicidade

Sua personalidade cativante e sua habilidade em invadir sistemas são fundamentais para a narrativa do jogo, à medida que ele e sua equipe desafiam grandes corporações e governos que ameaçam a privacidade dos cidadãos. Marcus não só representa a habilidade de resistir contra poderes opressivos através da tecnologia, mas também encarna a diversidade e a complexidade dos protagonistas negros nos jogos videogames contemporâneos.

2. Adewale de Assassin’s Creed: Freedom Cry

Jogos com protagonistas negros
Jogo Assassinss Creed: Freedom Cry (Imagem: Divulgação / Playstation)

Adewale é um personagem notável da franquia Assassin’s Creed, especialmente destacado no jogo “Assassin’s Creed: Freedom Cry”. Ele é originário da costa oeste da África e foi capturado como escravo quando criança, sendo vendido para trabalhar em plantações de açúcar nas colônias caribenhas. Sua resiliência e determinação o levam a se tornar um importante membro da Irmandade dos Assassinos, após ser resgatado pelo lendário pirata Edward Kenway.

publicidade

No enredo de “Freedom Cry”, Adewale emerge como um protagonista forte e compassivo, lutando não apenas pela sua própria liberdade, mas também pela libertação de outros escravos. Ele se torna um líder inspirador na luta contra o sistema escravocrata, usando suas habilidades de combate e estratégia para desafiar os opressores e proteger os oprimidos.

Adewale não só representa a resistência e a justiça em um contexto histórico brutal, mas também oferece uma perspectiva profunda sobre a luta pela liberdade e a dignidade humana. Sua história é um testemunho poderoso da força e da determinação dos protagonistas negros dentro dos videogames.

publicidade

3. Carl “CJ” Johnson de GTA San Andreas

Jogos com protagonistas negros
Jogo GTA San Andreas (Imagem: Divulgação / Playstation)

Carl “CJ” Johnson é o protagonista icônico de “Grand Theft Auto: San Andreas”, um dos jogos mais populares da série GTA. CJ retorna à sua cidade natal, Los Santos, após a morte de sua mãe e rapidamente se encontra envolvido em uma rede de crime, corrupção e traição. Ele é retratado como um personagem complexo, lutando para proteger sua família e reconstruir seu império dentro do submundo criminal.

O que torna CJ significativo é sua representação multifacetada de um homem negro em um ambiente urbano desafiador. Ele não é apenas um criminoso; CJ é mostrado como alguém que enfrenta dilemas morais, tentando equilibrar lealdade, ambição e responsabilidade. Sua jornada no jogo envolve desde roubos audaciosos até lidar com gangues rivais e confrontar o sistema policial corrupto de Los Santos.

Além disso, ter CJ como protagonista negro é um exemplo de como os jogos podem explorar temas sociais e culturais complexos, como a violência urbana, a lealdade familiar e as lutas contra a injustiça. Sua história continua a ressoar entre os fãs de videogames não apenas pela jogabilidade envolvente, mas também pela representação autêntica e impactante de um protagonista negro em um cenário dinâmico e desafiador.

4. Miles Morales de Spider-Man: Miles Morales

Jogos com protagonistas negros
Jogo Spider-Man: Miles Morales (Imagem: Divulgação / Playstation)

Miles Morales é o protagonista de “Spider-Man: Miles Morales”, um jogo de ação e aventura lançado em 2020. Ele é um adolescente afro-latino que assume o manto de Homem-Aranha após ser treinado e guiado por Peter Parker, o Homem-Aranha original. Ambientado na vibrante cidade de Nova York durante o inverno, o jogo segue a jornada de Miles enquanto ele aprende a equilibrar sua vida como um jovem comum e como um super-herói.

Miles Morales se destaca por suas habilidades únicas, que incluem poderes de invisibilidade e a capacidade de gerar rajadas de bioeletricidade chamadas de “venom blasts”, além das habilidades tradicionais do Homem-Aranha, como força aumentada, agilidade e a capacidade de se balançar entre os prédios usando teias. Essas habilidades proporcionam uma nova dimensão de jogabilidade e permitem aos jogadores explorar diferentes táticas no combate e na navegação pela cidade.

O enredo do jogo centra-se na luta de Miles para proteger seu bairro, Harlem, de uma nova ameaça que surge na forma de uma guerra entre uma corporação de energia e um grupo de criminosos de alta tecnologia. Além de enfrentar vilões, Miles também lida com questões pessoais, como a responsabilidade de ser um super-herói, a perda de seu pai e a dinâmica familiar com sua mãe e amigos.

Miles Morales representa a diversidade e inclusão no universo dos super-heróis, oferecendo uma perspectiva rica e culturalmente diversa. Sua história aborda temas de identidade, legado e a importância de se levantar para proteger sua comunidade. Como um dos primeiros super-heróis afro-latinos a protagonizar seu próprio jogo, Miles Morales tem um impacto significativo na representação de personagens minoritários na mídia de entretenimento.

5. Prophet de Crysis 3

Jogo Crysis 3 (Imagem: Divulgação / Playstation)

Laurence “Prophet” Barnes é o protagonista central de “Crysis 3”, a terceira instalação da série de jogos de tiro em primeira pessoa desenvolvida pela Crytek. Prophet é um soldado altamente treinado que se destaca não apenas por suas habilidades de combate, mas também por ser o portador de uma nanossuit avançada, que lhe concede habilidades sobre-humanas.

Em “Crysis 3”, Prophet retorna à cidade de Nova York, que foi transformada em uma selva urbana encapsulada dentro de uma Nanodome construída pela corrupta corporação CELL. Sua missão é desmantelar a CELL e enfrentar a ameaça alienígena Ceph que persiste na Terra. Prophet é um personagem profundamente marcado por suas experiências anteriores, tendo perdido sua humanidade ao longo de sua luta contra as ameaças alienígenas e a corrupção humana.

O personagem de Prophet é notável por sua determinação e resiliência. Apesar das inúmeras adversidades e transformações que sofreu, ele continua a lutar incansavelmente para proteger a humanidade. Sua jornada em “Crysis 3” é uma luta pela redenção e pela recuperação de sua própria identidade, enquanto confronta inimigos tanto humanos quanto extraterrestres.

Prophet, como um protagonista negro em uma série de jogos de ação de grande sucesso, representa a inclusão e a diversidade na indústria de videogames. Sua complexidade como personagem, combinada com a profundidade emocional de sua história e as intensas mecânicas de jogo, fazem de Prophet um protagonista memorável e significativo no mundo dos videogames.

6. Balrog de Street Fighter Series

Jogo Street Fighter Series (Imagem: Divulgação / Playstation)

Balrog, conhecido como M. Bison em algumas regiões fora do Japão devido a questões de nomenclatura, é um personagem icônico da série “Street Fighter”. Ele é retratado como um pugilista extremamente poderoso e agressivo, cuja habilidade no boxe o torna um dos lutadores mais temidos no mundo dos jogos de luta.

Balrog é caracterizado por sua personalidade violenta e gananciosa, sendo originalmente um boxeador profissional que se tornou um dos quatro grandes membros do sindicato criminoso Shadaloo, liderado pelo próprio M. Bison. Ele é frequentemente mostrado como um antagonista implacável, cuja busca por poder e riqueza o coloca em conflito com outros personagens da série “Street Fighter”.

Como um personagem negro dentro do universo de “Street Fighter”, Balrog desafia estereótipos ao ser representado não apenas como um lutador formidável, mas também como uma figura complexa cujas motivações e história são exploradas ao longo da série. Sua presença destaca a diversidade dentro dos jogos de luta e a importância de personagens diversos em enriquecer as narrativas e representações na indústria de videogames.

7. Lee Everett de The Walking Dead: Season One

Jogo The Walking Dead Season One (Imagem: Divulgação / Playstation)

Lee Everett é o protagonista de “The Walking Dead: Season One”, um jogo de aventura baseado na popular série de quadrinhos e televisão. Ele é apresentado como um professor universitário afro-americano que se encontra em uma situação desesperadora após um apocalipse zumbi devastar a sociedade.

O que torna Lee notável é sua jornada de redenção e proteção de Clementine, uma jovem órfã que ele encontra e decide cuidar como se fosse sua própria filha durante o caos que se seguiu ao surto zumbi. Ao longo do jogo, os jogadores assumem o controle de Lee enquanto ele navega por dilemas morais, faz escolhas difíceis e forma laços emocionais com outros sobreviventes.

Lee Everett é retratado de maneira complexa, mostrando sua humanidade e vulnerabilidade em um mundo onde a sobrevivência muitas vezes exige sacrifícios difíceis e decisões de vida ou morte. Sua história não apenas explorou temas como a relação entre pais e filhos, mas também desafiou estereótipos ao apresentar um protagonista negro como um herói compassivo e resiliente em um jogo com um cenário pós-apocalíptico implacável.

8. Isaiah Jaxon de Crackdown 3

Jogo Crackdown 3 (Imagem: Divulgação / Xbox)

Isaiah Jaxon é um dos protagonistas jogáveis em “Crackdown 3,” um jogo de ação e aventura em mundo aberto desenvolvido por Sumo Digital e publicado pela Xbox Game Studios. O jogo é conhecido por seu estilo de combate explosivo e pela destrutibilidade do ambiente, e Isaiah Jaxon, também conhecido como “Commander Jaxon,” é um personagem carismático e icônico dentro do jogo.

Isaiah Jaxon é retratado como um agente altamente capacitado da Agência, uma organização de elite dedicada a combater o crime e restaurar a ordem em um futuro distópico. Ele é dublado e modelado pelo famoso ator Terry Crews, que traz sua personalidade enérgica e carismática para o personagem, adicionando uma camada extra de diversão e intensidade ao jogo.

No enredo de “Crackdown 3,” os jogadores controlam Jaxon e outros agentes enquanto enfrentam a corporação TerraNova, uma megaempresa corrupta que tomou o controle da cidade de New Providence. Os agentes devem utilizar suas habilidades sobre-humanas, resultantes de aprimoramentos genéticos e tecnológicos, para desmantelar as operações de TerraNova e libertar a cidade.

Jaxon se destaca por sua força, agilidade e capacidade de causar destruição em grande escala, habilidades que os jogadores podem melhorar ao longo do jogo. A combinação de combate de alta intensidade, a liberdade de explorar a cidade de forma vertical e a destrutibilidade dos ambientes faz com que jogar como Jaxon seja uma experiência dinâmica e envolvente.

Além de sua presença marcante no jogo, Isaiah Jaxon é um exemplo positivo de diversidade na indústria de videogames. Como um protagonista negro dublado por um ator popular e querido, ele representa a inclusão e a celebração de diferentes culturas e etnias no mundo dos jogos. A energia e o carisma de Jaxon, juntamente com a jogabilidade emocionante de “Crackdown 3,” fazem dele um personagem memorável e impactante.

9. Marcus Reed de True Crime: New York City

Jogo True Crime New York City (Imagem: Divulgação)

Marcus Reed é o protagonista de “True Crime: New York City,” um jogo de ação e aventura lançado em 2005 pela Luxoflux e publicado pela Activision. Este jogo faz parte da série “True Crime” e se destaca por seu enredo envolvente e a recriação detalhada da cidade de Nova York.

Marcus Reed é um ex-criminoso que se torna um detetive do NYPD. Sua história começa quando ele testemunha o assassinato de seu mentor policial, Terry Higgins. Determinado a encontrar os responsáveis e fazer justiça, Marcus embarca em uma jornada de redenção, utilizando suas habilidades e conhecimentos adquiridos durante sua vida no submundo do crime.

Como personagem, Marcus Reed é complexo e multifacetado. Ele luta para se distanciar de seu passado criminoso e provar seu valor como detetive, enquanto enfrenta desafios tanto dentro quanto fora do departamento de polícia. Sua jornada é marcada por dilemas morais e escolhas difíceis que afetam o desenrolar da história.

“True Crime: New York City” oferece aos jogadores a oportunidade de explorar uma versão digitalizada de Nova York, participando de missões principais e secundárias, combatendo o crime e enfrentando uma série de atividades típicas da vida policial. Marcus Reed pode interagir com a cidade de várias maneiras, desde perseguir suspeitos até investigar cenas de crime, e suas ações podem influenciar a moralidade e a percepção pública de sua conduta policial.

O jogo também permite aos jogadores personalizar a aparência e o equipamento de Marcus, incluindo a escolha de veículos e armas. Essa flexibilidade e a liberdade de exploração fazem de “True Crime: New York City” uma experiência imersiva e variada.

Marcus Reed é um exemplo significativo de representação de protagonistas negros nos videogames. Sua história de redenção e transformação, juntamente com a ambientação rica e detalhada do jogo, contribuem para uma narrativa envolvente e memorável. Como um detetive que navega pelas complexidades morais e éticas de seu papel, Marcus Reed oferece uma visão única e profunda sobre a luta pela justiça em um mundo cheio de corrupção e desafios.

10. Dandara de Dandara

Jogo Dandara (Imagem: Divulgação / Long Hat House)

Dandara é a protagonista do jogo “Dandara,” um título de plataforma e ação desenvolvido pelo estúdio brasileiro Long Hat House e publicado pela Raw Fury. O jogo foi lançado em 2018 e é fortemente inspirado pela figura histórica de Dandara dos Palmares, uma guerreira afro-brasileira do período colonial que lutou contra a escravidão no Brasil.

Em “Dandara,” a protagonista é uma guerreira valente que desperta para salvar o mundo de Salt, um universo à beira do colapso e opressão. O jogo se destaca por sua jogabilidade inovadora, onde Dandara desafia a gravidade e se move pulando entre superfícies, permitindo que os jogadores explorem o ambiente de maneiras criativas e únicas.

A estética do jogo é influenciada por arte pixelada e oferece um visual vibrante e detalhado, criando uma atmosfera envolvente. A narrativa de “Dandara” é uma jornada de resistência e liberdade, onde a protagonista luta contra forças opressoras que ameaçam destruir a harmonia e a diversidade do mundo de Salt.

Dandara, como personagem, é um símbolo de força, resiliência e liberdade. Inspirada pela figura histórica de Dandara dos Palmares, sua presença no jogo representa a luta contra a opressão e a celebração da cultura afro-brasileira. A jogabilidade e a história de “Dandara” enfatizam temas de resistência e emancipação, proporcionando uma experiência rica e significativa para os jogadores.

O jogo recebeu elogios por sua inovação, design e a maneira como incorpora elementos culturais e históricos em sua narrativa. Dandara é uma protagonista poderosa que oferece uma representação significativa e inspiradora, destacando a importância da diversidade e da inclusão nos videogames.