LinuxONE

LinuxONE traz novidades para ficar ainda melhor; confira

Redação Olhar Digital 24/11/2016 13h32
Compartilhe com seus seguidores
A A A

Um ano depois do lançamento do LinuxONE, linha de servidores Linux da IBM, a empresa anunciou algumas mudanças para deixar a tecnologia ainda melhor. "O LinuxONE abre as portas do servidor de mais alta tecnologia da IBM para as soluções baseadas em OpenSource, oferecendo um novo panorama para os clientes que buscam soluções abertas com serviço de qualidade corporativa", explica Livio Sousa,  especialista em Linux da IBM.

Confira abaixo uma entrevista com o especialista que oferece mais detalhes sobre a novidade:

Já faz um ano que a IBM lançou o LinuxONE. Quais as principais vantagens desta nova solução?

A IBM sempre investiu muito em pesquisa e desenvolvimento de soluções para as grandes empresas. O resultado desse investimento são as soluções de grande porte que são responsáveis pelo altíssimo poder de processamento de enorme volumes de dados utilizados em vários segmentos de mercado. Um grande exemplo desse caso é que o servidor mais recente é capaz de processar 2,5 bilhões de transações por dia, o equivalente a 100 Cyber Mondays, data comemorativa do varejo eletrônico nos Estados Unidos, que acontece na segunda-feira após o Black Friday e que fornece altos descontos para os clientes.

Muitas empresas necessitam de servidores Linux como solução para o dia a dia dos seus negócios. Muitas dessas empresas têm recorrido a servidores na Cloud para essa função. A principal vantagem do IBM LinuxONE é o acesso a toda essa tecnologia, permitindo que as empresas possam ter acesso ao processador mais rápido do mercado, com todas as características dos servidores empresariais da IBM, porém para sistemas e programas abertos. O LinuxONE é a democratização do grande porte da IBM para as empresas.

A preferência pelo open source tem ganhado destaque na estratégia de soluções empresariais mundo afora. Por quê?

As empresas tem sido cada vez mais cobradas por inovação nos seus negócios. O processo de inovação requer muita agilidade, flexibilidade, novas tecnologias e colaboração. Em pesquisa de mercado, a Black Duck Software afirma que 78% das empresas utilizam Open Source de alguma forma, número muito expressivo quando comparado à mesma pesquisa feita em 2010, onde 42% disseram utilizar Open Source.

Quase a totalidade das empresas que introduziram grandes inovações no mercado, como Facebook, Twitter, Netflix e Google, nasceram e cresceram com a utilização de OpenSource.

A grande novidade do dia 16 de novembro foi o anúncio que a Microsoft se juntou à Linux Foundation como Platinum Member, ao lado de CISCO, Fujitsu, HPE, Huawei, Intel, NEC, Oracle, Qualcomm e Samsung, e a própria IBM.

O LinuxONE abre as portas do servidor de mais alta tecnologia da IBM para as soluções baseadas em OpenSource, dando um novo panorama para os cliente que buscam soluções abertas com serviço de qualidade corporativa.

O LinuxONE promete entregar alto desempenho, com bom casamento entre software aberto e serviços empresariais. Na prática, do que o ele é capaz?

Em resumo, ele é capaz de oferecer a mais alta tecnologia disponível, com toda a flexibilidade de soluções utilizadas em Cloud, dentro da casa do cliente e expansível à cloud pública. Fornece em uma única proposta, solução para o processamento dos sistemas core dos clientes como java e bancos de dados relacionais tradicionais como DB2 e Oracle, além dos sistemas de inovação como Node.js e banco de dados NoSQL como MongoDB, de forma absolutamente independente ou compartilhada, podendo tudo ser consumido por tecnologias de SDE (Software Defined Environments) como OpenStack.

A família LinuxONE tem dois integrantes: Emperor e Rockhopper. Quais as diferenças entre eles e que tipos de clientes cada um atende?

São dois servidores da mesma família de grande porte da IBM com escalabilidades diferentes. O Rockhopper tem uma escalabilidade um pouco mais limitada, enquanto o Emperor tem escalabilidade virtualmente infinita para as aplicações Open. Como eles são construídos sob a mesma arquitetura, as aplicações podem ser migradas de um para o outro de forma transparente. Quando falamos em escalabilidade, não estamos falando apenas de capacidade computacional de processamento. A arquitetura escala de forma equilibrada em processadores, cache, memória, dispositivos de entrada e saída de dados, aceleradores criptográficos, aceleradores para compactação de dados e capacidade de transmissão de dados entre os dispositivos e os nós computacionais, permitindo uma escalabilidade quase vertical das aplicações, com mínimo impacto no tempo de resposta.

Flexibilidade é uma das principais características do mundo dos dados atualmente. Como a IBM entende e aplica este conceito no LinuxONE?

Aqui a flexibilidade se aplica de várias formas. Primeiramente na possibilidade de execução de qualquer solução baseada em padrões abertos, de hipervisors a containers, sistemas operacionais Linux, sistemas de automação de gestão, servidores de aplicação e bancos de dados. Também se aplica na possibilidade de começar com uma infraestrutura menor e crescer de acordo com a carga de trabalho. Com a adoção de padrões utilizados em soluções

de nuvem em um servidor de grande porte, pode-se fazer scale-out ou scale-in da mesma aplicação dentro do mesmo ambiente, tudo isso sem ficar preso à plataforma.

Segurança é outro ponto crítico na adoção destas plataformas porque muitos clientes temem perder informações sensíveis. Quais os cuidados adotados para prevenir fraudes no LinuxONE?

A preocupação com a segurança dos dados é sempre um dos motivos listados pelos administradores na adoção de Cloud Computing. O LinuxONE possui o maior nível de segurança avaliado pelo mercado (EAL5+), característica essa que permite o isolamento de cargas de trabalho de forma absolutamente diferenciada. A tecnologia também garante os recursos para as cargas de trabalho que são core dos seus negócios. Como exemplo, os aceleradores criptográficos da plataforma podem fazer mais de 6.000 handshakes SSL por segundo, recurso que pode ser compartilhado de forma segura entre diferentes instâncias virtuais.

Existe alguma maneira de testar toda essa tecnologia?

Sim, o LinuxONE está hospedado na Community Cloud para acesso gratuito de 120 dias. Basta acessar o link e solicitar o trial agora mesmo: https://developer.ibm.com/linuxone/

além da infra além da infra leads
Compartilhe com seus seguidores
Você faz compras Online? Não deixe de conferir a nova extensão do Olhar Digital que garante o preço mais baixo e ainda oferece testadores automáticos de cupons. Clique aqui para instalar.

Recomendados pra você