159 mil carros Tesla podem sofrer falhas por causa de memórias gastas

De acordo com investigação, as memórias eMMC de carros lançados entre 2012 e 2018 tendem a falhar depois de até quatro anos em funcionamento

Wellington Arruda 17/11/2020 10h50
Tesla Model X
A A A

Cerca de 159 mil carros da Tesla podem sofrer problemas por causa dos chips de memória que estão gastos. Os veículos podem apresentar falhas na câmera do retrovisor e até deixar de emitir alertas de segurança. A informação parte de uma investigação feita pela Administração Nacional de Segurança Rodoviária (NHTSA).


Os veículos em questão seriam os Tesla Model S e Model X lançados entre 2012 e 2018. Eles utilizam chips Tegra 3, da Nvidia, com 8 GB de armazenamento eMMC NAND. Esse é, também, o tipo de memória utilizada em alguns modelos de celulares, laptops e Chromebooks. O problema, relata o The Register, é que os componentes estão atingindo seus limites de ciclo de vida.

Basicamente, esse limite de ciclos se resume à capacidade de uma memória de gravar, ler, excluir e voltar a gravar dados no mesmo espaço (ou, no caso, em um mesmo bloco de memória). Com o passar do tempo, a vida útil desses discos rígidos pode ser reduzida, impactando o ciclo de uso. A pesquisa estima que esse desgaste normalmente pode apresentar falhas depois de três a quatro anos com os chips funcionando.

Solução não é tão simples

A investigação foi iniciada com base em 16 mil reclamações e solicitações de substituição de hardware. O problema foi identificado na memória eMMC dos veículos. Entre as falhas, a publicação cita, também, que os sistemas de piloto automático e de troca de direção podem ser afetados. Os modelos mais recentes da Tesla já utilizam hardware com tecnologia Intel, logo, não são afetados por esse problema.

Reprodução

Apesar de correção temporária, carros cujos chips estão embarcados ainda podem sofrer falhas no futuro. Imagem: Nvidia/Reprodução

A NHTSA considera a questão ampla o suficiente pois afeta os atuais proprietários e possíveis interessados em comprar um dos modelos. A Tesla emitiu uma atualização via OTA (Over-the-Air) que pretende reduzir o desgaste dos chips ao reduzir o uso da memória.

O patch lançado também corrige erros dos chips e melhora o gerenciamento de armazenamento. Por outro lado, a fabricante também admite que as memórias tendem a falhar no futuro. Nesse caso, eventualmente, o hardware precisará ser substituído em algum momento.


Via: The Register

Carro elétrico Tesla chip de memoria tesla model s memória Tesla Model X
Compras na Internet? Para aproveitar as melhores ofertas, baixe a nova extensão do Olhar Digital. Além da garantia do melhor preço, você ainda ganha descontos em várias lojas. Clique aqui para instalar a extensão Olhar Digital Ofertas em seu navegador!

Recomendados pra você