Brasil é o país que mais confia em carros que dispensam motoristas, diz estudo

95% dos entrevistados disseram aprovar o uso de automóveis inteligentes

Renata Hirota, editado por Marcelo Gripa 14/05/2013 13h00
carro inteligente driveless volvo
A A A

A Cisco revelou esta terça-feira, 14, resultados de uma pesquisa sobre carros automatizados. Um dos aspectos abordados pelo estudo foi quanto à aceitação do público de um carro que não depende do motorista para se locomover. Os números mostram uma grande diferença de acordo com o mercado, e os países emergentes são os que melhor aceitariam a proposta.

O Brasil é o país com maior nível de aceitação: 95% dos entrevistados responderam que confiariam nesses carros, enquanto na Índia e na China essa porcentagem é de 86% e 70%, respectivamente. Apesar de ser conhecido por ser um mercado já acostumado com tecnologia e robótica, o Japão foi o país com menor aceitação, com taxa de 28%. Segundo a Cisco, esses números caem quando os entrevistados respondem se deixariam crianças a bordo. Os dados da pesquisa são baseados nas respostas de 1.511 consumidores, em 10 países.

O uso de tecnologia na hora de comprar o carro também mostrou resultados parecidos. Países mais desenvolvidos se mostraram mais relutantes com a ideia de usar um serviço interativo e videoconferências, por exemplo, do que falar diretamente com um vendedor.

Em relação à tecnologia dos carros inteligentes, a pesquisa mostra que 74% dos consumidores aceitariam a coleção de dados sobre seus hábitos no carro, desde que isso diminuísse os gastos com seguro ou manutenção. O relatório também aponta que as montadoras e startups devem atentar a serviços que de fato ajudem o motorista, como por exemplo encontrar vagas para estacionar.

O estudo foi publicado pelo TechCrunch

Pesquisa Cisco carro estudo Carros conectados
Você faz compras Online? Não deixe de conferir a nova extensão do Olhar Digital que garante o preço mais baixo e ainda oferece testadores automáticos de cupons. Clique aqui para instalar.

Recomendados pra você