Carros e Tecnologia

Carro Autônomo

Intel e líderes automotivos definem regras para carros autônomos

Beatriz Trevisan, editado por Roseli Andrion 02/07/2019 19h48
Compartilhe com seus seguidores
A A A

Audi, BMW, Fiat Chrysler Automobiles e Volkswagen assinaram com a Intel documento que estabelece 12 princípios de segurança que veículos autônomos devem seguir

Na era da internet das coisas e da inteligência artificial, montadoras de carros e empresas de mobilidade apostam cada vez mais em pesquisa e testes de veículos autônomos (VA). Apesar disso, enquanto especialistas do ramo automobilístico consideram que a tecnologia estará presente de forma massiva no futuro, entre os cidadãos comuns ela não é tão bem-vinda. Isso se deve a acidentes e falhas que envolvem o software do VA e fazem questionar a precisão e a segurança do sistema.


Pensando nisso, a Intel e mais dez líderes do setor de tecnologia automotiva lançaram nesta terça-feira (2) o primeiro documento para regulamentar o desenvolvimento de VAs. O relatório, inédito, "Safety First Automated Driving" (Segurança em primeiro lugar para condução automatizada, em tradução livre), propõe 12 princípios de segurança que todos os carros autônomos devem seguir.

As normas tratam, principalmente, de como a indústria deve monitorar e reportar padrões de segurança ao construir e operar carros autônomos. Isso inclui: operação segura, domínio de design operacional, responsabilidade do usuário, interdependência entre o operador do veículo e o sistema automatizado, avaliação de segurança, registro de dados, segurança passiva, avaliação do comportamento no trânsito. A Intel considera o documento importante porque diretrizes de segurança são essenciais para permitir o avanço dos carros autônomos nas vias públicas.

Reprodução

As empresas Aptiv, Audi, Baidu, BMW, Continental, Daimler, Fiat Chrysler Automobiles, Here Technologies, Infineon e Volkswagen participaram da criação do documento, que tem mais de 100 páginas. A intenção é regularizar "o projeto, o desenvolvimento, a verificação e a validação de segurança de veículos automatizados", segundo comunicado da Intel.

"A colaboração da indústria na segurança de veículos automatizados é fundamental para um futuro autônomo seguro e responsável. Esperamos ansiosamente a colaboração com outros parceiros do setor nessa estrutura", diz Jack Weast, engenheiro sênior da Intel e vice-presidente de Padrões de Veículos Automatizados da Mobileye.

O conteúdo tem como base o modelo de princípios para decisões que envolvem VAs da Intel, conhecido como Segurança Sensível à Responsabilidade (RSS). O RSS foi proposto em 2017 como ponto de partida para a indústria se alinhar sobre o que significa dirigir com segurança com um carro autônomo. Ele inclui um conjunto de fórmulas matemáticas baseadas em noções humanas como forma de "entender, prever e gerenciar os VAs e ajudar a garantir que eles estejam em conformidade com as regras da estrada".

O movimento da indústria automotiva para estabelecer diretrizes vem em um momento em que a tecnologia de carros autônomos enfrenta mais pressão do governo americano. O Departamento de Transportes dos EUA tem trabalhado para estabelecer regras em nível federal, enquanto os estados determinam suas próprias e variadas exigências.

Segurança Mobilidade carros autônomos carros e tecnologia
Compartilhe com seus seguidores
Você faz compras Online? Não deixe de conferir a nova extensão do Olhar Digital que garante o preço mais baixo e ainda oferece testadores automáticos de cupons. Clique aqui para instalar.

Recomendados pra você