Carros e Tecnologia

continental

United Airlines faz voo comercial movido a biocombustível

Igor Lopes 11/11/2011 14h55
Compartilhe com seus seguidores
A A A

Aeronave é abastecida com mistura de biocombustível derivado de algas e combustível tradicional para aviação

A United Airlines anunciou que colocou em operação no início da semana o primeiro voo comercial dos Estados Unidos movido a biocombustível avançado. O voo 1403, um Boeing 737-800, partiu na segunda-feira do Aeroporto Intercontinental George Bush, em Houston, às 10h30 em direção ao Aeroporto Internacional O’Hare, em Chicago, tornando a United a primeira companhia aérea a transportar passageiros utilizando uma mistura de biocombustíveis sustentáveis e avançados, com combustível tradicional derivado do petróleo.

"A United deu um passo significativo no sentido de promover a utilização de combustíveis alternativos, ambientalmente responsáveis e econômicos," disse Pete McDonald, vice-presidente executivo e diretor de operações da United. "Biocombustíveis sustentáveis, produzidos em larga escala a preços que são economicamente viáveis, podem um dia desempenhar um papel importante na realização de todos os voos de uma companhia aérea”.

O uso de combustíveis ecologicamente corretos fortalece a segurança energética, promove a disponibilidade de uma ampla variedade de combustíveis e reduz as emissões de gases de efeito estufa produzidas ao longo do ciclo de vida dos combustíveis (quando comparados aos combustíveis fósseis tradicionais).

"Hoje, quase quatro meses após o combustível hidro-processado renovável ter sido aprovado para uso na aviação comercial, estamos muito empolgados com a utilização destes combustíveis nos voos domésticos nos E.U.A.”, disse John Heimlich, vice-presidente e economista-chefe da Air Transport Association of América  (ATA).

Aeronave movida pelo primeiro combustível derivado 100% de algas do mundo

A empresa Solazyme, através da tecnologia de processamento UOP da Honeywell, desenvolveu o óleo de algas que depois foi refinado para se tornar o combustível de jato que abasteceu o voo comercial. A Solazyme produziu o primeiro combustível de jato derivado 100% de algas no mundo para aplicações comerciais e militares.

A United também anunciou que assinou uma carta de intenções com a Solazyme para negociar a compra de 20 milhões de galões de combustível de jato por ano, derivados exclusivamente do óleo de algas, com recebimento previsto para 2014. A Solazyme, empresa com sede em São Francisco nos E.U.A., produziu o óleo de algas utilizado no voo através de um processo de fermentação próprio. O produto final foi refinado próximo a Houston através da tecnologia de processamento de combustíveis renováveis UOP, da Honeywell.

Como o biocombustível difere do combustível de jato tradicionail

Para garantir a segurança aérea, o biocombustível utilizado no voo da segunda-feira atende às especificações da ASTM International, aprovada em julho de 2011, relacionadas aos componentes bioderivados. O biocombustível é conhecido como HEFA (Ésteres e Ácidos Graxos e Hidroprocessados). Os combustíveis HEFA passaram por testes rigorosos e foram analisados por fabricantes de motores e fuselagem, as Forças Armadas dos EUA, FAA e companhias aéreas. O Solajet™, que abasteceu o voo da United, cumpriu as exigências de certificação estabelecidas pela ASTM e aprovadas pela FAA. O biocombustível oferece segurança e características operacionais idênticas ao combustível de jato convencional, mas é mais limpo. Esses biocombustíveis avançados substituem os combustíveis à base de petróleo e não exigem nenhuma modificação nos motores ou aeronaves, que podem reter os padrões originais de fábrica. Os pilotos operam a aeronave da mesma forma como operam qualquer outra aeronave abastecida com combustível de jato tradicional. Os passageiros não irão sentir, ver ou perceber qualquer diferença na aeronave.

Para produzir o biocombustível são utilizadas algas microbianas, que crescem em fermentadores alimentando-se do açúcar de plantas que utilizam a energia solar. A tecnologia é flexível em relação a qual biomassa será utilizada como matéria-prima e ela pode ser adaptada para atender às necessidades de qualquer cliente em qualquer lugar do mundo, permitindo-lhes alcançar paridade de custo, escala comercial e redução do impacto ambiental ao longo do ciclo de vida do combustível.

TI Verde biocombustível
Compartilhe com seus seguidores
Você faz compras Online? Não deixe de conferir a nova extensão do Olhar Digital que garante o preço mais baixo e ainda oferece testadores automáticos de cupons. Clique aqui para instalar.

Recomendados pra você