Cinema e Streaming

Tela da Netflix

Homem finge produzir filme para a Netflix e consegue US$ 14 milhões

Clara Guimarães, editado por Matheus Luque 22/10/2019 09h31
Compartilhe com seus seguidores
A A A

Adam Joiner usou documentos falsos e assinaturas forjadas para arrecadar milhões de dólares de empresas de investimento estrangeiras

Um homem na Califórnia admitiu fraudar contratos e assinaturas para conseguir dinheiro de grupos de investimento, chegando a um total arrecado de US$ 14 milhões. Adam Joiner, 41, alegava para empresas estrangeiras da Coreia do Sul e da China que utilizaria o capital para produzir um longa-metragem para a Netflix.


De acordo com o FBI, Joiner forjou documentos e assinaturas para um projeto de filme que se chamaria "Legends". Ele alegava falsamente ser dono de uma empresa chamada Dark Planet Pictures LLC, reponsável pela produção do longa.

Como parte do esquema, Joiner disse aos investidores que a Netflix havia concordado em distribuir a produção, uma alegação que ele apoiou com um contrato de distribuição falso que continha a assinatura forjada de um executivo da Netflix.

Posteriormente, ele disse aos investidores que havia encerrado o contrato de distribuição com a empresa de streaming e garantido um novo contrato com a Amblin Partners (produtora liderada por Steven Spilberg), o que também era mentira.

O Fundo de Conteúdo Global de Investimentos da Coréia do Sul investiu US$ 8 milhões no projeto, assim como uma companhia chinesa chamada Star Century Pictures Co. Ltd e uma empresa relacionada chamada PGA Yungpark Capital Ltd, que investiu cerca de US$ 6 milhões.

De acordo com os investigadores que revisaram os registros da empresa de Joiner, o fraudador utilizou cerca de US$ 5,2 milhões do dinheiro adquirido para comprar uma casa em Manhattan Beach. O resto do dinheiro, no entanto, foi tranferido para uma conta bancária que pode estar ligada a outro esquema que Joiner tinha em desenvolvimento.

O norte-americano pode pegar uma pena máxima de 20 anos, quando for setenciado pelo juiz distrital dos EUA, André Birotte Jr., em 6 de março de 2020.

Via: Variety

 

 

Filmes Streaming China Netflix Fraude Investimentos EUA Filmes&Series Coréia do Sul
Compartilhe com seus seguidores
Você faz compras Online? Não deixe de conferir a nova extensão do Olhar Digital que garante o preço mais baixo e ainda oferece testadores automáticos de cupons. Clique aqui para instalar.

Recomendados pra você