Protagonismo na educação corporativa? É com Social Learning!

Quando usado de forma assertiva, o social learning sempre surpreende com resultados positivos.

Pierre-Jean Quetant 31/01/2019 16h00
educação digital
A A A

Quando usado de forma assertiva, o social learning sempre surpreende com resultados positivos. Um fator específico desse método que chama a atenção nas rotinas de treinamento e desenvolvimento é o seu aspecto colaborativo, detalhe fundamental para proporcionar o protagonismo na educação corporativa.

No artigo de hoje, destacaremos como o protagonismo na educação corporativa se desenvolve entre os participantes de um curso profissional. Iremos descrever também como a cooperação da equipe em treinamento e desenvolvimento interfere positivamente na rotina da empresa com a implementação do social learning. Vamos lá?

Primeiramente, precisamos entender o que caracteriza o protagonismo na educação corporativa

O social learning é um recurso que redefine a ideia de aula. São priorizadas as interações entre os participantes em vez do padrão típico, no qual um professor fala e os alunos apenas ouvem (quase) atentamente.

Ao interagirem, os participantes compartilham conhecimentos e competências entre si. No lugar do modelo tradicional de professor, temos um mediador – mais conhecido como Learning Community Manager – que mantém o sistema de social learning funcionando. Ele entende a importância da autonomia dos colaboradores e incentiva o protagonismo na educação corporativa.

O protagonismo na educação corporativa pode ser coletivo? Claro, por meio da colaboração mútua!

A percepção dos participantes sobre os papéis que possuem em suas respectivas jornadas de aprendizado é absolutamente impactante para o desenvolvimento deles. Passam a ficar mais cientes da importância que possuem na busca pelo protagonismo na educação corporativa. Com isso, eles se tornam mais proativos e cada um deles passa a tomar conta do próprio crescimento e da evolução de competências.

Essa conduta atuante se estende ao compartilhamento de conhecimentos e experiências com os integrantes da equipe. Isso forma um cenário onde o protagonismo na educação corporativa e o social learning se associam, propiciando um ambiente colaborativo.

Dessa forma, nós motivamos e engajamos todos a se desenvolverem cada vez mais. A proposta de ajuda mútua presente no contexto de social learning faz o processo de treinamento e desenvolvimento ser convidativo. Isso reforça mais a cooperação entre as equipes, mesmo quando há uma competição saudável com outras áreas ou concorrentes.

Protagonismo na educação corporativa e a colaboração entre os participantes na gestão de riscos

Um exemplo prático de protagonismo na educação corporativa é expor ao grupo uma situação de gestão de riscos. O que isso tem a ver com o colaborativo? Amparada pelo método do social learning, a equipe é capaz de planejar o gerenciamento de riscos com uma estratégia traçada sob diferentes perspectivas.

Os perfis diversificados dos participantes oferecem uma variação maior de possibilidades para a gestão de riscos. A eficiência das análises (tanto qualitativa quanto quantitativa) aumenta, com toda a organização do gerenciamento de riscos partindo diretamente dos participantes. Eles contribuem uns com os outros, tendo essa liberdade graças ao protagonismo na educação corporativa.

Educação Digital
Você faz compras Online? Não deixe de conferir a nova extensão do Olhar Digital que garante o preço mais baixo e ainda oferece testadores automáticos de cupons. Clique aqui para instalar.

Recomendados pra você