Conheça 5 celulares chineses superpotentes

Smartphones chineses podem ser bastante potentes e não muito caros, e por isso acabam se tornando uma opção viável para brasileiros que querem um bom dispositivo sem gastar muito.

A compra de um aparelho chinês não é simples e muitos fatores precisam ser considerados: o dispositivo pode demorar a chegar (às vezes pode nunca chegar), não há assistência técnica, o aparelho não é homologado pela Anatel, entre outras coisas.

Ainda assim, a alternativa existe e muita gente aposta nos aparelhos chineses. Abaixo selecionamos cinco modelos atuais que aliam potência e baixo preço, custando muito menos do que aparelhos encontrados no mercado nacional.

Xiaomi Mi Mix 2

Reprodução

A Xiaomi é uma das marcas mais conhecidas quando falamos em bons smartphones chineses. O modelo mais recente da empresa é o Xiaomi Mi Mix 2.

Com uma tela que ocupa ainda mais espaço que o Mi Mix do ano passado, ele tem corpo de alumínio revestido em cerâmica, câmera de 12 MP, processador Snapdragon 835 e até 8 GB de RAM.

Na China, ele custa 3.300 yuan (cerca de R$ 1.500) no modelo com 6 GB de RAM e 64 GB, 3.600 yuan (R$ 1.700) por 6 GB de RAM e 128 GB, 4.000 yuan (R$ 1.900) por 6 GB de RAM e 256 GB, ou 4.700 yuan (R$ 2.200) por 8 GB de RAM e 128 GB de armazenamento. É difícil achar aparelhos com especificações técnicas parecidas no Brasil nessas faixas de preço.

Vivo V7 Plus

Reprodução

A Vivo chinesa não tem relação alguma com a operadora que atua no Brasil. Lançado em setembro, o Vivo V7 Plus é um aparelho de ponta para quem quer boas selfies.

Ele tem 4 GB de RAM, 64 GB de armazenamento interno, tela de 5,99 polegadas 720p, bateria de 3.225 mAh e um processador Snapdragon 450, que não está nem perto de ser um dos mais potentes do mercado, mas ainda garante um desempenho aceitável.

Os destaques dele estão nas câmeras: a frontal tem 16 megapixels e capacidade de gravar vídeos em 4K. Já a frontal tem incríveis 24 megapixels e diversos recursos para tirar selfies mais bonitas.

Apesar de chinês, ele ainda não está disponível na China, mas está na Índia. Lá, custa 21.990 rúpias indianas, ou cerca de R$ 1.000.

OnePlus 5

Reprodução

Considerado o smartphone mais rápido do mundo quando foi lançado, o OnePlus 5 é uma excelente opção para quem quer um bom aparelho.

Ele tem processador Snapdragon 835, até 8 GB de RAM e 128 GB de armazenamento e tela Optic AMOLED de 5,5 polegadas Full HD. A câmera traseira dupla tem 16 e 20 megapixels, enquanto a frontal tem 16 megapixels.

Ele é vendido em outras partes do mundo além da China. Nos EUA ele custa US$ 479, ou cerca de R$ 1.500.

LeEco Le Pro 3 AI Edition

Reprodução

O LeEco Le Pro 3 AI Edition foi lançado em abril como uma evolução do Le Pro 3 de 2016. Ele vem em duas versões: a padrão e a Eco.

A versão padrão tem um processador Mediatek Helix X23 deca-core, 4 GB de RAM e 32 GB de armazenamento interno. A Eco Edition tem um Mediatek X27 deca-core, 4 GB de RAM e 64 GB de armazenamento interno.

Além disso, os dois aparelhos contam com câmera dupla de 13 megapixels e um assistente de inteligência artificial. Lá fora ele custa cerca de R$ 830 no modelo mais barato.

Oppo R11

Reprodução

Outra grande marca chinesa é a Oppo, que lançou em junho o R11, o top de linha da empresa para 2017.

Ele tem processador Snapdragon 660, tela de 5,5 polegadas Full HD, 4 GB de RAM, 64 GB de armazenamento interno e câmera traseira dupla de 20 MP e 16 MP, além de uma frontal de 20 MP.

Na China, ele é vendido por 2999 yuan, ou cerca de R$ 1.400.

Compras na Internet? Para aproveitar as melhores ofertas, baixe a nova extensão do Olhar Digital. Além da garantia do melhor preço, você ainda ganha descontos em várias lojas. Clique aqui para instalar.




RECOMENDADO PARA VOCÊ