Escrever à mão pode virar coisa do passado; será que vale a pena só digitar?

Escrever à mão pode virar coisa do passado; será que vale a pena só digitar?