Um levantamiento da empresa Serasa Experian constatou que, a cada oito segundos, um brasileiro sofre uma tentativa de fraude.

Na buscar, que levou em conta os primeiros seis meses de 2021, foram registradas em torno de 1,9 milhão de tentativas. Trata-se de um crescimento de 15,6% em relação ao mesmo período en 2020. e pior: o índice mais alto já registrado desde 2011.

publicidad

O principal motivo do aumento, segundo a pesquisa, se deve ao fato de o brasileiro ter aderido com maior intensidade às compras online nos últimos meses. De acordo com Jaison Reis, diretor de soluções de identidade e prevenção de fraudes da Serasa Experian, foi uma mudança de comportamento digital que foi acelerada pela pandemia de covid-19 e pelas medidas de distanciamento social.

As ocorrências de movimentações suspeitas se deram principalmente no setor financeiro: bancos e serviços de cartões tiveram 1,2 milhão de tentativas, enquanto as financeiras tiveram 205 mil. Em comparação a 2020, o setor que viu o maior crescimento de ocorrências foi o do varejo, com alta de 89,5% e 167 mil. Já os setores de telefonia e serviços tiveram queda no índice, registrando, respectivamente, 79 mil e 258 mil tentativas.

Leia mais:

Região Sudeste foi a mais afetada

Ainda segundo a pesquisa, o Sudeste foi a região mais atingida pelas tentativas de golpes, com cerca de um milhão. No segundo lugar, ficou o Nordeste, que teve 347 mil e a maior variação no recorte de tempo avaliado (20,9%). Já em termos de faixa etária, os jovens de até 25 anos são os mais vitimados pelas fraudes.

A Serasa Experian explica que a pesquisa é o resultado do cruzamento de dois conjuntos de informações de bancos de dados: o total de consultas de CPFs efetuados mensalmente na empresa e a estimativa do risco de fraude, um cálculo baseado na aplicação de modelos de probabilidade.

Crédito para imagem principal: wk1003mike/Shutterstock

Vía UOL

¿Has visto nuestros nuevos videos en YouTube? ¡Suscríbase a nuestro canal!