Segurança

Segurança
Compartilhe com seus seguidores
A A A

Como manter em segurança os dados de colaboradores que viajam muito

Camillo Di Jorge 24/06/2015 16h04

Na prática, cabe às empresas tomar medidas voltadas a garantir a segurança da informação

Reprodução

A globalização tem mudado a forma das empresas e das pessoas trabalharem. Entre os efeitos diretos dessa transformação estão as viagens, nacionais e internacionais, que são bastante frequentes entre os profissionais. Isso tem motivado uma nova preocupação para as corporações: como garantir a segurança das informações dos funcionários em trânsito, especialmente, dos dados e informações sigilosas que são enviados e recebidos por meio de computadores e dispositivos móveis e nem sempre trafegados em redes confiáveis?

Na prática, cabe às empresas tomarem medidas voltadas a garantir a segurança da informação desses profissionais que estão em trânsito e que precisam se conectar, mesmo a distância, a e-mails e dados corporativos. O primeiro cuidado é garantir que todos os equipamentos que acessam a rede corporativa – mesmo aqueles pessoais – tenham uma solução de segurança proativa instalada e todos os sistemas e aplicações estejam atualizados. Além disso, é preciso incluir o duplo fator de autenticação para garantir que apenas pessoas autorizadas acessem o sistema.

Também é importante ter políticas que obriguem – ou estimulem – os profissionais a realizarem um backup de todos os dados armazenados nos dispositivos móveis ou computadores, antes da viagem. Além disso, esses equipamentos precisam estar seguros em caso de perda, roubo ou furto – que tendem a crescer durante deslocamentos – com o uso de senhas fortes (com letras, números e caracteres), trocadas com frequência.

Outra orientação é a de que os profissionais redobrem a atenção quando utilizarem redes Wi-Fi de hotéis ou locais públicos. Isso porque, tem crescido o número de ataques online disseminados por meio desse tipo de rede. Assim, as pessoas devem ser orientadas que, caso seja solicitada uma atualização de software para se logar ao sistema, desconecte imediatamente o computado. Caso a empresa possa conceder um aparelho 3G, vale a pena que a opção seja considerada.

Quando o profissional precisa se conectar à internet por meio de uma rede Wi-Fi não confiável o ideal é que utilize uma VPN (rede privada virtual) para acessar e-mails e dados corporativos. As pessoas devem optar por conexões Wi-Fi que adotem o protocolo de segurança WP2 e evitar conexões WEP, pois são menos seguras.

Contudo, também é preciso que a empresa adote algumas práticas de segurança física, como anotar o número de série de todos os equipamentos ou o IMEI (no caso dos telefones) levados na viagem pelo profissionais, assim como obter os telefones de suporte técnico dos aparelhos com acesso 3G. Isso porque, caso esses equipamentos sejam roubados ou furtados, é possível ligar para a prestadora do serviço de telefonia e solicitar o cancelamento do serviço, assim como o bloqueio remoto do aparelho, quando possível - além de ter um software para bloquear e/ou rastrear o dispositivo de forma remota.

Segurança Wi-Fi Tecnologia privacidade
Compartilhe com seus seguidores
Compras na Internet? Para aproveitar as melhores ofertas, baixe a nova extensão do Olhar Digital. Além da garantia do melhor preço, você ainda ganha descontos em várias lojas. Clique aqui para instalar.

Recomendados pra você