Robô

"Robô nervoso" auxiliará empresas no atendimento a clientes

Redação Olhar Digital 22/05/2015 17h00
Compartilhe com seus seguidores
A A A

A empresa de tecnologia neozelandesa Touchpoint Group está desenvolvendo uma inteligência artificial capaz de entender e simular comportamentos agressivos. O projeto, chamado de Radiant (nome tirado da série Fundação de Isaac Asimov), recebeu um investimento de US$ 500 mil.

A ideia do projeto é ajudar empresas a entender como lidar com clientes muito nervosos. Para isso, a empresa pretende criar um banco de dados com interações entre consumidores estourados e atendentes de SAC e alimentá-lo no sistema. Esses dados estão sendo fornecidos por quatro grandes bancos australianos.

Em seguida, por meio de algorítmos de aprendizagem, o sistema analisa todas as informações de seu banco de dados e busca quais interações entre cliente e atendente se resolveram da melhor maneira. O objetivo final do projeto é criar um sistema capaz de recomendar soluções de atendimento a empresas.

Para Frank van der Velden, o CEO da Touchpoint Group, esse é o tipo de situação em que uma máquina pode ser extremamente benéfica. "As empresas não possuem pessoal para analisar manualmente [essa questão", ele disse em entrevista à Cnet. "A quantidade de dados é tão grande que ela se torna insignificante se você não pode interpretá-la", completa. 

A empresa ressalta, porém, que o sistema não sentirá raiva ou nervoso. ele será apenas capaz de simular atitudes, falas e comportamentos de pessoas nervosas, com base nos dados que ele utilizou em seu "aprendizado".
Robótica Algoritmo Inteligência Artificial Banco de Dados Robôs Empresas
Compartilhe com seus seguidores
Você faz compras Online? Não deixe de conferir a nova extensão do Olhar Digital que garante o preço mais baixo e ainda oferece testadores automáticos de cupons. Clique aqui para instalar.

Recomendados pra você