"Sequestro" de dispositivos e serviços é uma das tendências de 2016, diz estudo

Uma pesquisa realizada pela empresa de segurança FireEye mostra que a tendência de usar os dados hackeados para obter resgate tem crescido nos últimos anos. Em um documento divulgado nesta semana, a empresa revela que o sequestro de dados tem atingido centenas de empresas e até clientes comuns.

Segundo as informações obtidas pela FireEye, ao contrário do que acontecia antes, em ataques que simplesmente inutilizavam os sites e serviços, agora a ideia é "congelá-los" e pedir dinheiro em troca. Recentemente até um hospital foi alvo desse tipo de ataque.

"Definitivamente não caracterizaria isso como comum, mas é algo que estamos vendo mais", explica Marshall Heilman, um dos responsáveis pelo estudo.

Via Reuters 

Compras na Internet? Para aproveitar as melhores ofertas, baixe a nova extensão do Olhar Digital. Além da garantia do melhor preço, você ainda ganha descontos em várias lojas. Clique aqui para instalar.




RECOMENDADO PARA VOCÊ