Ashley Madison hackeado

Amazon é processada por guardar dados roubados do Ashley Madison

Leonardo Pereira 08/09/2015 06h11
Compartilhe com seus seguidores
A A A

Ainda não terminaram os problemas relacionados ao vazamento de dados do Ashley Madison. No mais recente capítulo dessa história, três pessoas expostas resolveram processar servidores usados para armazenar os dados roubados.

Entre os réus estão o Amazon Web Services e o GoDaddy, segundo revelado pelo The Register. Os responsáveis pelos processos argumentam que, ao manter os arquivos, os servidores os prejudicaram emocionalmente de forma intencional.

A divulgação de seus nomes num site de traições teria motivado outras pessoas a chantageá-los e extorqui-los. Por isso, os três pedem não menos do que US$ 3 milhões como compensação.

O caso gerou uma avalanche de problemas, desde a renúncia do CEO da empresa que comanda o Ashley Madison até o suicídio de pessoas expostas. O hack também serviu para mostrar que boa parte da base de usuários do serviço e composta por perfis falsos.

Hackers Amazon hack Crimes digitais Hacktivismo cibercrime
Compartilhe com seus seguidores
Você faz compras Online? Não deixe de conferir a nova extensão do Olhar Digital que garante o preço mais baixo e ainda oferece testadores automáticos de cupons. Clique aqui para instalar.

Recomendados pra você