Ataques a bancos devem aumentar, diz desenvolvedora de sistema global do setor

A Swift, desenvolvedora de um programa de mensagens usado por bancos de todo o mundo para envio de instruções de pagamento que movimenta trilhões de dólares todos os dias, confirmou nesta segunda-feira, 26, que alguns de seus clientes sofreram invasões neste ano e alertou que o número de ataques do tipo contra bancos deve aumentar.

Gottfried Leibbrandt, CEO da Swift, afirmou durante uma conferência em Genebra, na Suíça, que criminosos invadiram os sistemas de dois bancos e um terceiro conseguiu repelir o ataque antes que falsas mensagens sobre transferências de dinheiro fossem enviadas. Ele explicou ainda que nos casos onde as instruções foram enviadas não houve cumprimento das ordens. "Em todos estes casos, nenhum dinheiro foi perdido", afirmou Leibbrandt, deixando claro que a sua própria rede não foi comprometida.

Segurança
Para reforçar a segurança, a empresa vai introduzir uma série de medidas obrigatórias para proteger os sistemas. A cada ano, os clientes deverão mostrar que cumpriram 16 controles obrigatórios e em 2018 cada um deles será inspecionado. Quem não cumprir as exigências terá seu nome divulgado e, de acordo com analistas, pode perder dinheiro, clientes e contratos. Ainda não se sabe se esses clientes serão explusos do Swift.

Mais ataques
Yawar Shah, presidente do controle da Swift, alertou que as ameaças ficarão piores nos próximos anos e aconselhou os bancos a reforçar suas práticas de segurança.

Via Reuters

O Natal está chegando. Para aproveitar as melhores ofertas, baixe a extensão do Olhar Digital. Além da garantia do melhor preço, você ainda ganha descontos em várias lojas. Clique aqui para instalar.




RECOMENDADO PARA VOCÊ