Brasil é o único país do mundo a oferecer 'curso de cibercrime', diz pesquisa

Um estudo realizado pelo pesquisador de segurança Fernando Mercê para mapear o submundo do crime na internet em todo o Brasil mostra que nos últimos anos o setor tem se profissionalizado cada vez mais. Segundo a pesquisa, o país é o único do mundo a oferecer serviços de treinamento para quem quer se tornar um cibercriminoso.

Entre os "cursos" oferecidos estão o de programação de codificador FUD e treinamento em fraude. Os criminosos vendem vídeos que oferecem instruções para quem deseja ingressar no "setor" e até oferecem suporte via Skype.

Existem ainda fóruns onde eles conseguem trocar informações e até oferecer seus serviços. De acordo com Mercê, esses cursos podem custar entre R$ 120 e R$ 1,5 mil.

Fraudes bancárias

Principal foco dos criminosos brasileiros há alguns anos, o setor bancário ainda sofre com golpes e ataques. Em 2014, o Brasil ficou em segundo lugar no ranking de países mais infectados por malwares bancários. De acordo com o pesquisador, o país é responsável atualmente por 9% dos sistemas infectados por malwares no mundo.

Entre as principais escolhas para enganar as vítimas estão os ataques phishing, o envio de falsos boletos de pagamento ao usuário e os conhecidos cavalos de troia. "Os cibercriminosos, independentemente do país em que operam ou de seu alvo pretendido, estão a par dos desenvolvimentos da tecnologia para garantir o sucesso de seu negócio", explica o pesquisador no estudo. Por isso, todo cuidado é pouco.

Confira algumas dicas para não se tornar mais uma vítima aqui. A pesquisa completa pode ser acessada neste link.

Compras na Internet? Para aproveitar as melhores ofertas, baixe a nova extensão do Olhar Digital. Além da garantia do melhor preço, você ainda ganha descontos em várias lojas. Clique aqui para instalar.




RECOMENDADO PARA VOCÊ