Caçador de bugs do Google diz que Apple deveria doar US$ 2,5 mi para caridade

Um pesquisador de segurança do Google sugeriu que a Apple deveria doar US$ 2,5 milhões para a caridade devido a diversos bugs no iOS que ele descobriu e relatou para a empresa.

Empresas de tecnologia costumam ter programas de recompensa para caçadores de bugs. A ideia é que pesquisadores e hackers em geral busquem vulnerabilidades em softwares, relatem para seus desenvolvedores para que elas sejam corrigidas, e recebam um pagamento por isso, ao mesmo tempo que ajudam a manter milhões de usuários pelo mundo a ficarem mais seguros ao usar dispositivos.

A Apple tem um programa desses, mas ele funciona de maneira diferente: em vez de aberto a qualquer pesquisador interessado, a Apple restringe o acesso a algumas pessoas com convites. Ian Beer, funcionário do Google, não foi convidado para o programa.

Apesar disso, o pesquisador da equipe Project Zero do Google diz ter encontrado diversas falhas nos softwares da Apple o que renderia US$ 1,23 milhões em recompensas para ele. Ele agora sugere que a Apple doe o dobro desse valor para alguma instituição de caridade, segundo o site Business Insider.

Além de exclusivo para convidados, o programa de recompensa para caçadores de bugs da Apple já enfrentou outros problemas no passado: muitos pesquisadores consideravam o valor oferecido pela companhia baixo, e preferiam vender informações sobre falhas de segurança no iOS a governos ou empresas dedicadas a explorar essas vulnerabilidades nos dispositivos da empresa.

Compras para o Natal? Não deixe de conferir a extensão do Olhar Digital que garante o preço mais baixo e ainda oferece testadores automáticos de cupons. Clique aqui para instalar.




RECOMENDADO PARA VOCÊ