Criminosos roubaram US$ 2,3 bilhões através de e-mails fraudados desde 2013

O FBI descobriu que empresas perderam bilhões de dólares em um esquema fraudulento, onde criminosos enviavam e-mails em nome do CEO da companhia pedindo aos funcionários que fosse feita uma transferência para as contas controladas por eles. Em alguns e-mails era pedido também informações sobre a folha de pagamento da companhia. 

A estratégia, que aconteceu entre outubro de 2013 e fevereiro desde ano, gerou perdas de US$ 2,3 bilhões de dólares e envolveu 17.642 negócios de todos os tamanhos espalhados por pelo menos 79 países.

Nem as grandes empresas de tecnologia escaparam da fraude. O Snapchat, por exemplo, informou, no início do ano, que acidentalmente um de seus funcionários divulgou dados da folha de pagamento depois de receber um e-mail falso alegando ser o CEO Evan Spiegel. A Seagate, empresa de armazenamento de dados, também foi vítima do golpe no mês passado. 

Os agentes e especialistas em cibe segurança alertam que este tipo de fraude tem aumentado de forma alarmante nos últimos anos. "É um crime com baixo risco e alta recompensa. Isso vai continuar a piorar antes de melhorar", disse o ex-promotor federal Tom Brown.

Via Business Insider e Reuters

Você faz compras Online? Não deixe de conferir a nova extensão do Olhar Digital que garante o preço mais baixo e ainda oferece testadores automáticos de cupons. Clique aqui para instalar.




RECOMENDADO PARA VOCÊ