Dissidentes cubanos acusam governo de censurar SMSs

Dissidentes cubanos estão acusando o governo de filtrar mensagens de texto enviadas pelo celular e bloquear as mensagens. De acordo com essas pessoas, mensagens que contenham palavras como "democracia" e "direitos humanos" não estão sendo enviadas.

A blogueira Yoani Sánchez e o jornalista Reinaldo Escobar realizaram uma reportagem investigativa e descobriram que as mensagens não chegavam ao seu destino se apresentassem palavras em espanhol para democracia, direitos humanos ou greve de fome, além de nomes de alguns dissidentes.

"Sempre pensamos que os textos estavam desaparecendo porque o provedor é incompetente. Então decidimos checar usando palavras que incomodam o governo”, explica Eliécer Ávila, líder do grupo jovem de oposição Somos Más.

Segundo Ávila, 30 palavras já foram identificadas, mas pode existir mais. "Nós descobrimos que não apenas a gente mas todo o país está sendo censurado. Isso apenas mostra o quão inseguro e paranoico esse governo é.”

Questionada, a estatal de telecomunicações, Etecsa, não foi encontrada para comentar o caso.

Via Reuters

Compras na Internet? Para aproveitar as melhores ofertas, baixe a nova extensão do Olhar Digital. Além da garantia do melhor preço, você ainda ganha descontos em várias lojas. Clique aqui para instalar.




RECOMENDADO PARA VOCÊ