Evernote volta atrás e não permitirá que funcionários vejam notas de usuários

A Evernote, empresa responsável pelo popular aplicativo de notas, havia anunciado mudanças em sua política de privacidade que permitiriam que seus funcinários lessem as notas dos usuários. No entanto, percebendo a reação negativa dos usuários, a empresa voltou atrás e anunciou hoje que essas medidas não serão mais implementadas.

A mudança, segundo a empresa, teria o objetivo de disponibilizar tecnologias de aprendizagem de máquina para melhorar a experiência dos usuários. De acordo com a Evernote, essas tecnologias ainda serão utilizadas, mas "nenhum funcionário poderá ler conteúdos de notas como parte desse processo".

Segundo o CEO da empresa, Chris O'Neal, "a mudança anunciada (...) fez parecer que não nos importávamos com a privacidade de nossos clientes ou suas notas. Essa não era a nossa intenção". A Evernote disse ainda que vai revisar sua política de privacidade atual nos próximos meses, prometendo reforçar que os dados dos clientes permanecem privados como padrão. O pronunciamento completo da empresa pode ser lido por meio deste link.

Compras na Internet? Para aproveitar as melhores ofertas, baixe a nova extensão do Olhar Digital. Além da garantia do melhor preço, você ainda ganha descontos em várias lojas. Clique aqui para instalar.




RECOMENDADO PARA VOCÊ