Garoto de 14 anos é acusado de cometer crime ao enviar um "nude"

Um garoto de 14 anos teve uma espécie de boletim de ocorrência registrado contra ele em uma cidade ao norte da Inglaterra. Segundo as autoridades, o jovem, que não chegou a ser preso ou processado, ficará registrado no banco de dados da polícia por "produzir e distribuir imagens indecentes". No jargão das redes sociais, ele enviou um "nude".

O garoto, cuja identidade não foi revelada, teria compartilhado uma foto de si mesmo nu com uma jovem do mesmo colégio, com quem ele estaria "flertando" através do Snapchat - app de troca de mensagens que são apagadas automaticamente após 10 segundos. O problema é que a garota salvou a foto antes que ela fosse destruída, e então a compartilhou com outros alunos da mesma escola.

Quando a polícia local ficou sabendo, fez o registro do crime. Segundo a direção do colégio, não houve qualquer tipo de interrogatório ou intimidação aos jovens envolvidos, e a decisão de reportar o ocorrido foi comunicada aos alunos como uma forma de alertar para os perigos da pedofilia e pornografia na internet.

Segundo a mãe do adolescente, que acusa a polícia de criminalizar o filho por ser "apenas ingênuo", o registro pode permanecer público por até 10 anos, estando à disposição de futuros empregadores como um "antecedente criminal". Ela disse que o garoto foi "humilhado" e que outros alunos da escola continuam compartilhando a foto.

Via BBC

Você faz compras Online? Não deixe de conferir a nova extensão do Olhar Digital que garante o preço mais baixo e ainda oferece testadores automáticos de cupons. Clique aqui para instalar.




RECOMENDADO PARA VOCÊ